Pagine

Clique no Player abaixo para parar a Rádio / Struca par fermar la ràdio

Clique para informações / Struca par informasion

domingo, 8 de novembro de 2020

Sfortunà ntel Amor - Ademar Lizot

Ascoltemo la stòria strucando soto: 


 

       

        Sfortunà nel Amor

    In quela època quel vent ga sufià par i confini del orisonte,  gavea un contadin quel zera paron de una bela casa con galine porchi e bovini par arar, el gavea anca una bela cantina  con vin,  salame e formaio par magnar, solche ghe manchea na bela tosa par maridar.

    Guerino zera el so nome e, scusa che el so cognome go desmentega, però posso dir che sangue trentino ghe corea ntele vene e, trenta cinque passa ani el gavea de età e se anca el zera meso storto de`n òcio, el fea ancora na bela figura con so cavei bionde, de perfil “Garibaldino”.  Ma deromai el zera belche scapolon parchè sempre quel cavea fora na tosa del so gusto, la zera belche fidansata a altro e, dopo de na fila de desilussion el ga assà la de andar in serca. Però el gavea na granda aflission ntela ànima, parchè  viver sensa una femena no l`é mia na vita degna de`n cristian e, la so mama anca la zera belche stufa sensa gnancaun nipotin par lecar, alora ntel  giorno quel ga completa 36 ani de età, la ghe ga dito:..’- Caro fiol, me fà pecà  verte cossì desanimà, co la ànima in purgatòrio, cossì te racomando, fate coraio e va parlar co`l vècio Zeferino, quel ga ancora due fiole par maridar, cavete fora una e domandeghe el permesso par smorosar co`l compromesso de matrimònio. Francesca ze la pi giovana e pi bela, ma sensa voia de laorar, la vol esser na finória sempre drio pintar le óngie. Quelaltra ze la  Paulina,  scarsa de belessa, però la ze na doneta che salta su de matina bonora par molzer le vache e far tuti i laori dela casa e,  ntela rossa la ga pi forsa che tanti omeni, cossì te racomando... fate furbo e rangiete con ela.”  

   Nte quel altro giorno co`l scapulàrio dela Madonina liga nel col e,  co le parole dela so mama che ghe pulsea ntele fontenele dela testa e,  el ga visità i genitori dele tose, che i lo ga ricevesto  co la generosità insuperàbile de quei tempi de sèmplissità e,  dopo de saludarli  el ga cavà fora l`é mèio parole par dir del so propòsito  e, con rispeto el ga domandà el consentimento par smorosar la Francesca,  pi giovana e  pi bela, parvia quel se gavea impassionà al primo sguardo, quando che la ga cognossesta.  

  El pupà dele tose l`era un omo a moda antiga che gavea el rassiossìnio giusto e fondamentà  ntela pratissità e, de sta manera el ghe ga rispondesto:...’-Si con tanto gusto posso darte el permesso par smorosar e dopo maridar, però ga da esser co la Paulina parvia che la ga nassesto prima e la ga el dirito de maridarse vanti.’

  Alora el pòvero contadin, tristo come una suca marsa el ga pensa:.. ‘Son pròpio sfortunà nel amor!’  Dopo el  ga ricordà che l`é pròprio giusto quel provèrbio trentino che dis:..

  “L`amor el fà far salti e, la necessità ancora pi alti!”  Cossì el ga deciso acetar.

  In pochi mesi i se ga maridadi e dopo i ga alsa su na bela fameia de diese fioi, quei gavea nel nome la particolarità de`n  trissìlabo;  ‘ino’ dei tosi, che i se ciamea Guerino,Diversino, Silvino, Balduino e Giovino e, ‘ina’ dele tose;   Paulina, Dosolina, Gasparina, Giovanina e Giusepina.

 

Ademar Lizot.

(tradução)                          Azarado no Amor

                A muito tempo atrás, em uma época que o vento assoprou para os confins do firmamento, tinha um colono que possuía uma bela casa, com galinhas, porcos e bois para a terra  arar, também tinha cantina com vinhos, salames e queijos, só lhe faltava uma moça para casar.

   Goerino era seu nome,  o sobrenome já esqueci, mas posso garantir que sangue ‘trentino’ corria em suas veias e, embora fosse vesgo de um olho, aos 35 anos de idade ainda fazia uma bela figura, com seus cabelos loiros de perfil ‘Garibaldino”, mas ele estava ainda solteiro, pois sempre que encontrava uma jovem do seu gosto, ela já estava comprometida e, depois de muitas desilusões ele até parou de procurar um novo amor, porem isto lhe trazia uma grande aflição na alma, pois viver sem uma esposa não é uma vida digna de um cristão.

  A sua mãe que também estava triste, sem nenhum netinho para ninar, no dia em que ele completou 36 anos de idade, lhe disse:..-‘Querido filho, me dói verte assim triste, como se tua alma estivesse no purgatório, por isso te peço, tenha coragem e vá conversar com o Sr. Zeferino, que ainda tem duas filhas para casar. A Francisca é a mais nova e mais bela, porém não gosta de trabalhar, é uma finória, sempre as unhas a pintar. A outra é a Paulina que embora de pouca beleza, é uma jovem que salta de manhã cedinho para tirar leite das vacas e depois faz todos os serviços da casa e na lavoura ela tem mais força que muitos homens. Meu filho seja esperto e acerte-te com ela.’

   No outro dia, ainda com as palavras da mãe que pulsavam nas fontes de sua testa, e com o escapulário de Nossa senhora preso no pescoço, ele foi visitar os pais das jovens, que o receberam com a generosidade insuperável daqueles tempos de simplicidade. Depois dos comprimentos,   buscou as melhores palavras para expor o seu proposito e, ao final com respeito pediu a permissão para namorar a Francisca, mais jovem e mais bela, pois ao conhece-la se apaixonou.

O velho Zeferino era um homem a moda antiga, que tinha um raciocínio simples e fundamentado na praticidade e, desta maneira respondeu...’ Foço muito gosto de dar-te a permissão para namorar e depois casar com minha filha, porem a de ser com a Paulina, pois ela nasceu antes e tem o direito de casar primeiro.’ Então o pobre pretendente pensou...’Sou mesmo sem sorte no amor.’ Mas depois lembrou de um ditado ‘trentino’ que diz...’O  amor nos faz pular, mas a necessidade mais ainda.’ Assim resolveu aceitar.

  Depois em poucos meses casaram e construíram uma bela família de 10 filhos, que tinham no nome a particularidade de um trissílabo, ‘ino’ dos meninos que se chamavam Guerino, Diversino, Balduino, Silvino e Jesuino. ‘ina’ das meninas que se chamavam.. Paulina, Dosolina, Gasparina, Jiovanina e Jiusepina.  

  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou?Comente aqui e se possível inscreva-se.