Pagine

Clique no Player abaixo para parar a Rádio / Struca par fermar la ràdio

Clique para informações / Struca par informasion

quinta-feira, 26 de novembro de 2020

Sogno - Tradução do canto Utopia do Padre Zezinho

Para baixar o áudio dessa música, clique aqui.
Para ver letra e tradução de outras músicas clique aqui.



Sogno/Utopia

De tante cose, del mio tempo de bambino
Das muitas coisas do meu tempo de criança

Me rivedo picinino ciacolando con me mama
Guardo vivo na lembrança o aconchego de meu lar

Al fin del giorno, quando tuto si fermava
No fim da tarde quando tudo se aquietava

La fameia si sentava soto luce del feral
A família se ajeitava lá no alpendre a conversar

Miei genitori sensa stùdio e sensa schei
Meus pais não tinham nem escola, nem dinheiro

Tuti i giorni ‘l ano inteiro lavorava par magnar
Todo dia, o ano inteiro trabalhavam sem parar

Mancava tuto ma noi èrino contenti
Faltava tudo mas a gente nem ligava

Ridendo próprio par niente, par la fame spaventar
O importante não faltava seu sorriso, seu olhar 

.................................................................

E tante volte mi go visto l pupà stanco
Eu tantas vezes vi meu pai chegar cansado

Ma el rivava cossì al fianco dei so fioi per caressar
Mas aquilo era sagrado um por um ele afagava

E domandava; - Chi ga fato strepolia?
E perguntava quem fizera estripulia

La mama interveniva e pian pian lu se calmava
E mamãe nos defendia tudo aos poucos se ajeitava

E nel tramonto el violon qualcun portava
O sol se punha a viola alguém trazia

Le persone domandava che el me pare el cantesse
Todo mundo então pedia pro papai cantar com a gente

Ben mal ciapà la vosse de contadin
Desafinado meio rouco e voz cansada

El cantava poverin tuto che li domandesse
Ele cantava mil toadas seu olhar ao sol poente

...................................................................................

Ga passa el tempo incoi sò la meraveia
Passou o tempo hoje eu vejo a maravilha

De gaver una faméia intanto tanti no’i ga
De se ter uma família quando tantos não a tem

Quando si parla tante volte nel divòrsio
Agora falam do desquite e do divórcio

El amor el ze um negòssio che se vol toca pagà
O amor virou consórcio compromisso de ninguém

E tanti fioi che de pi de tanti schei
E há tantos filhos que bem mais do que um palácio

Porigrami anca quei de caresse i ga bisogno
Gostariam de um abraço e do carinho entre seus pais

Con tanto amore el divòrsio no’l gavea
Se os pais amassem o divórcio não viria

Saria una meravéia saira un vero sogno
Chamam a isso de utopia eu a isso chamo paz.

Tradução e postagem: Jaciano Eccher



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou?Comente aqui e se possível inscreva-se.