Pagine

Clique para entrar

segunda-feira, 14 de março de 2016

Cena Balante/ Jantar Dançante (Música)




Ritornelo: La batera fea pin pan, ma perche? L'contrabasso fea tun tun, ma perche? La chitarra que solava, ma perche? E le gaite a sonar, ma perche? E le ose que cantava, ma perche? Tanta gente che preciava, ma perche? Tantri tanti que balava, ma perche? Partigiani que sonava, l'era per quel.

De carona o con me zipe, o tante volte a caminar, en dei baile bem distante una morosa per catar, con piova ou luna per scharar, de lontano se podea scoltar, una grande sinfonia, Partigiani a sonar.

En del baile se rivea l'era fin bel a vardar, fioi e fiole nel agito, tante robe a sgorlar, e tanti esteva a preciar, tante cose a maginar, tute le onge i roseguea perche no i savea balar.

Tanta gente che mangiava e un bon vim de sbavar encora altri che cercava una fiola per balar e mi gera sensa far niente, ma na occiada me gà scampà, bella gata go trovà e con ela son restà.

La gatina me dimanda il tuo nome mi no sò l'e Insieme che me ciamo mà il tuo come che l'è? Batisatta de Parsempre, rispetatta per la gente Parsempre e Insieme , sempre insieme e par sempre.

Tradução para português:

Ref: A bateria fazia pin pan, mas porque? O contrabaixo fazia tun tun, mas porque? A guitarra que solava, mas porque? As gaitas a tocar, mas porque? As vozes que cantavam, mas porque? Tanta gente que apreciava, mas porque? Tantos, tantos que dançavam, mas porque? Partigiani que tocava, era por isso. 

De carona ou com me Jeep, ou tantas vezes a caminhar, nos bailes longe, uma namorada para encontrar, com chuva ou lua para clarear, de longe se podia ouvir, uma grande sinfonia, o "Partigiani" a tocar.

Nos bailes se chegava era até lindo de se ver, filhos e filhas no agito, tantas coisas a sacudir e tantos a admirar, tantas coisas para imaginar, tantos roíam unhas pois não sabiam dançar.

Tanta gente que comia, e um bom vinho de fazer se babar, ainda outros que procuravam uma filha para dançar, e eu sem fazer nada, mas um olhar me escapou, e uma linda moça encontrei e com ela fiquei.

A gatinha me perguntou, o seu nome eu não sei, é junto que eu chamo, mas o teu nome que é?Batizada de Para Sempre, respeitada, pela gente Para Sempre e Junto, sempre e para sempre.

Postagem e tradução: Jaciano Eccher.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou?Comente aqui e se possível inscreva-se.