Pagine

Clique para entrar

terça-feira, 26 de setembro de 2017

La pignata vècia che fa el magnar boníssimo


El nono con so sapiensa de vita, sempre parlea che le done dopo dei quaranta ani, l`e fá tuto mèio, fin la polenta la ze più delissiosa e nel punto giusto e dopo anca l`e sá stimar el mèio vin. L`e ze compagno de le piante più vècie, co una ombria confortàbile e piena de suavità e pace e sempre più bele che l`e piante nove.

Le done dopo dei quaranta le ze stesso de la fase dea luna, a le volte sconta, magari sempre con so ciaro belìssimo e soratuto l`e sa stimar una note bela de luna piena.

Le ga la someiansa dei basa-fiori, cossì bisogna un giardin pien de fiori par farghe la felissità, parché le ze anca una divinità che gnanca na volta se pol implorare invano, soratuto nel infortùnio.

A noantri omeni, Bisogna mai smentegarse de èssere sempre sú co l`rece e far polito, con l`é done e soratuto co la fémena de nostra vita, la nostra sposa, la più bela dona del mondo, che par mi, la mia, la ghe someia con una stela brilante del cielo, parvia che la vedo sempre co í òcii de me ànima e la ga in so òcii un ciaro che parla più forte che l`e parole, cossì la ze par sempre la mia Regina.

Nel transcorso dea me vita, go capi che le done le ze sempre avanti de noantri, no bisogna mia gnianca dirghe í nostri pecà, con una ociada l´e vede anca rento de nostra ànima. Dopo in che`i momenti de tribulassion, se gavemo insieme una sposa de amabilità e coràio, con so parole de sapiesa e amore, sempre vien più coràio de infronta l`e dificultà de la vita. L`e stesso de èssere ancora insieme a la mama. Cossita bisogna rispeto con le done, bisogna reverensa e darghe amore e mai smentegarse de mandarghe fiori de tanti colori, insieme de un scrito pien de parolete, de suavità e de dolcessa.

Mi son del tempo che´i òmeni ghe piasea l`e done, del tempo che un omo sensa dona, no`l valea gniente, tempo che zera un piasere mandarghe un massolin di Fiori e dopo incantarse con so belessa e elegansa. Cossì se alsea su una vero devossion co la fémena, So profumo, so dolcessa fea la vita più bela insieme de un bicier de vin spetaculare, scoltando una cansion belìssima quando el sol va in tramonto.

Ademar Lizot.

Tradução para português

.
Os nonos com sua experiência sempre diziam que as mulheres depois dos 40 anos, fazem tudo melhor, até a polenta é mais deliciosa e no ponto certo e também elas sabem julgar o melhor vinho. Depois dos 40 elas lembram aquelas arvores mais velhas, com sua sombra confortável e cheia de suavidade e paz e sempre mais belas que as arvores novas. As mulheres depois dos 40 são iguais as fases da lua, as vezes escondida, mas sempre com seu brilho belíssimo. Elas lembram até as borboletas e os beija-flores, assim é necessário um jardim florido para elas serem felizes. São uma espécie de divindade que nem uma vez se pode implorar em vão num momento de infortúnio.

Nos homens não podemos esquecer de estar sempre atenciosos com as mulheres, principalmente com a mulher de nossa vida, a nossa esposa, a mulher mais bela, que para mim ela se parece com uma estrela brilhante do céu porque a vejo sempre com os olhos da alma e ela tem em seus olhos uma luz que fala mais forte que as palavras.

No transcorrer da vida eu entendi que as mulheres estão sempre a frente dos homens, aprendi que não é necessário nem contar-lhes os nossos pecados, pois com uma olhada, elas enxergam até dentro de nossa alma. Nos momentos de dificuldades e tribulações se temos junto uma mulher de amabilidade e coragem, com suas palavras de amor e sabedoria, temos mais coragem no enfrentamento da vida. É como se tivéssemos ainda junto, a nossa mãe nos apoiando. Assim devemos tratar as mulheres com fidalguia e respeito, com amor mandar-lhe flores, acompanhadas de um bilhetinho com palavras de suavidade e doçura.

Eu sou da geração um pouco mais velha, do tempo em que os homens gostavam de mulher, do tempo em que um homem sem mulher não valia nada, tempo em que era um prazer mandar um buque de flores e depois encartar-se com sua beleza e elegância. Assim começava um grande amor, depois o perfume da mulher amada, sua doçura tornava a vida mais bela, junto de um vinho espetacular, uma canção belíssima abraçados ao por do sol.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou?Comente aqui e se possível inscreva-se.