Pagine

Clique para entrar

RÁDIO AMICI DEL TALIAN NO AR

terça-feira, 21 de agosto de 2018

La mia Mamma - Ana e Maria - Lètera e vìdio

Mais letras e traduções de músicas clicando aqui
Baixe o áudio dessa música clicando aqui.



Italiano

Mia mamma vol che spose al lunedi
Un contadino un po' cretino
che beve sempre grappa e vino la mia mamma
La campagna non mi va preferisco la città e non mi sposerò

Mia mamma vol che sposi al martedi
Un mandriano che va lontano
Un contadino un po' cretino
che beve sempre grappa e vino la mia mamma
La campagna non mi va preferisco la città e non mi sposerò


Mia mamma vol che sposi al mercoledi
Un mezzano un poco ladro
Un mandriano che va lontano
Un contadino un po' cretino
che beve sempre grappa e vino la mia mamma
La campagna non mi va preferisco la città e non mi sposerò

Mia mamma vol che sposi al giovedi
Un garzone fannullone
Un mezzano un poco ladro
Un mandriano che va lontano
Un contadino un po' cretino
che beve sempre grappa e vino la mia mamma
La campagna non mi va preferisco la città e non mi sposerò

Mia mamma vol che sposi al venerdi
Un Fattore col trattore
Un garzone fannullone
Un mezzano un poco ladro
Un mandriano che va lontano
Un contadino un po' cretino
che beve sempre grappa e vino la mia mamma
La campagna non mi va preferisco la città e non mi sposerò

Mia mamma vol che sposi al sabato
Un moltanaro molto vano
Un Fattore col trattore
Un garzone fannullone
Un mezzano un poco ladro
Un mandriano che va lontano
Un contadino un po' cretino
che beve sempre grappa e vino la mia mamma
La campagna non mi va preferisco la città e non mi sposerò

Mia mamma vol che sposi a la domenica
Un possidente col conto corrente
Un moltanaro molto vano
Un Fattore col trattore
Un garzone fannullone
Un mezzano un poco ladro
Un mandriano che va lontano
Un contadino un po' cretino
che beve sempre grappa e vino la mia mamma
La campagna non mi va preferisco la città e non mi sposerò


Tradução para português

Minha mãe quer que eu case em uma segunda
Um agricultor um pouco ignorante
Que toma sempre graspa e vinho a minha mãe
Na colônia eu não vou, prefiro a cidade e não me casarei.

Minha mãe quer que eu case em uma terça
Um pastor que vai longe
Um agricultor um pouco ignorante
Que toma sempre graspa e vinho a minha mãe
Na colônia eu não vou, prefiro a cidade e não me casarei.

Minha mãe quer que eu case em uma quarta
Um cafetão meio ladrão
Um pastor que vai longe
Um agricultor um pouco ignorante
Que toma sempre graspa e vinho a minha mãe
Na colônia eu não vou, prefiro a cidade e não me casarei.

Minha mãe quer que eu case em uma quinta
Um menino preguiçoso
Um cafetão meio ladrão
Um pastor que vai longe
Um agricultor um pouco ignorante
Que toma sempre graspa e vinho a minha mãe
Na colônia eu não vou, prefiro a cidade e não me casarei.

Minha mãe quer que eu case em uma sexta
Um fatzendeiro com um trator
Um menino preguiçoso
Um cafetão meio ladrão
Um pastor que vai longe
Um agricultor um pouco ignorante
Que toma sempre graspa e vinho a minha mãe
Na colônia eu não vou, prefiro a cidade e não me casarei.

Minha mãe quer que eu case em um sábado
Um Moltanaro muito vaidoso
Um fatzendeiro com um trator
Um menino preguiçoso
Um cafetão meio ladrão
Um pastor que vai longe
Um agricultor um pouco ignorante
Que toma sempre graspa e vinho a minha mãe
Na colônia eu não vou, prefiro a cidade e não me casarei.

Minha mãe quer que eu case em um domingo
Um grande proprietário de terras com conta corrente
Um Moltanaro muito vaidoso
Um fatzendeiro com um trator
Um menino preguiçoso
Um cafetão meio ladrão
Um pastor que vai longe
Um agricultor um pouco ignorante
Que toma sempre graspa e vinho a minha mãe
Na colônia eu não vou, prefiro a cidade e não me casarei.



Postagem e tradução: Jaciano Eccher com ajuda de Marco (Alta Vila Vicentina-IT)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou?Comente aqui e se possível inscreva-se.