Pagine

Clique no Player abaixo para parar a Rádio / Struca par fermar la ràdio

Clique para informações / Struca par informasion

sábado, 27 de junho de 2020

Questi non ze mia i primi bruti tempi - Ademar Lizot

Ascolta la stòria con la dolce vose de Ademar Lizot:



             
Questi non ze mia i primi bruti tempi 

 Questa quarantena che semo drio viver, a le volte la par de èsser eterna, menando  paùra e insertessa e bisogna  coraio e fede in Dio par sopraviver, compagno che ga fato i nostri antenati che anca lori  i ga pati questa aflission par de pi de na volta,  prima quando ntel scominsio del sècolo passà gavea la guera mondial e in  sèghito ga rivà la pandemia dela gripe spagnola che se anca la se  gavea originà  ntei Stati Uniti dela Mèrica del Nort, el mondo la ga batesimà de gripe Spagnola, E  in quei tempi scarsi de dotori e ricursi, la ga copà de pi gente che tuta la guera e anca qua nel Brasil  se impinicea i cemiterii. Dopo ntei ani 40,  ga s-cioca nantra guera, la pi bruta e crudele de tuti i tempi, alora ntel ano 44,  el Brasil ga intrà in combatimento e na mùcia de tosi i ga perso la vita,  e in quela época, fora la guera ga rivà anca la pègio seca dei ultimi tempi, squasi un ano sensa piova.  L`é stà ntel veron del 44 e 45, e quela mancansa de piova ga rovinà su tute le piantassion,  i contadi i stea a far una novena drio altra par domandar ai santi la piova, ma nò i vedea nissun resultado, l`éra come se i santi i zera in vacanse.  Nte quel tempo i mei genitori i zera povari contadini, con due fioi picinini, e par sopraviver mio pupà el se ga metesto de voia a far e vender carbon, parchè come no gavea pi gasolina, i automobili e camignoni i ghe tocheva adatar el gasosénio, che`l ze un mecanismo che fà el motor funcionar traverso el brusamento del carbon e cossì i ga portà avanti,   fin che nte un giorno del autuno del 45,  le campane al cielo le ga scominsià a sonar, anùnsiando el finimento dela  guera e insieme dela pace  ga rivà la piova forte e bela, spandendo vita ai gramadi,  erbe e piante. Nte quel giorno indesmentegàbile i contadini co la so fede iremovìbile i ze andadi in prossision fin a le ciese par ringràssiar al Signor e la Madonina.  Però quela zera una dècada de soferansa e ntel veron del  47 ga vignesto una stragranda nùvola de cavalete, che rivea in onda, e tutiquanti i ga proà  spaventar quele bestiolete con fumana e anca i fea un bacan,  s-ciocando  pignate, però sensa nessun resultado e quela peste ga rovinà su tute le piantassion e tante persone ga pati fame nantra volta. De sta manera ga passà quei bruti tempi e quando ga scominsià la nova dècada el Signor-Onipotente el ga sguardà qua in zo in tera e co la so bontà sensa fin  el ga fato spontar ntel  orisonte un novo tempo, che glorifichea la pace e la speransa, con  auguri de fradelansa a la nova generassion.
Ademar Lizot.


(Trad.)                            Esses não são os primeiros tempos difíceis



Esta quarentena que estamos vivendo as vezes nos parece eterna, em seus medos e suas incertezas e somente com coragem e fé poderemos sobreviver, devemos ter em mente o exemplo de nossos avós que também sentiram esta aflição quando no começo do século passado havia a guerra mundial e em seguida a pandemia chamada “gripe espanhola”, e naqueles tempos de poucos recursos, matou muita gente. Depois nos anos 40 explodiu outra guerra, a mais brutal e cruel de todos os tempos e em 1944 o Brasil também entrou em combate perdendo muitos jovens nesta luta. Naquela época, além da guerra aconteceu a seca mais prolongada dos últimos tempos, quase um ano sem chuvas, foi no verão de 44 e 45 e falta de água impossibilitou as plantações, os colonos faziam novenas para pedir aos santos em orações a sagrada chuva, porém não viam resultados, parecia que todos os santos estavam de férias. Naqueles tempos meus pais eram pobres colonos, com dois filhos pequenos, e nosso pai para sobreviver, se meteu a produzir e vender carvão, pois a gasolina estava confiscada devido a guerra e os automóveis e caminhões foram obrigados a adaptar a alimentação do motor a gasogênio, que é um mecanismo que funciona com a queima do carvão. Então em um dia do outono de 1945, aos céus os sinos anunciaram o fim da guerra e junto da paz veio a chuva, forte e bela trazendo vida aos campos e bosques. A mãe contava que naquele dia inesquecível, os colonos com sua fé inabalável, foram em procissão as igrejas, para agradecer a Deus e Nossa senhora. Porem aquela era uma década de sofrimentos e em 1947, veio a nuvem de gafanhotos, era uma grande onda de insetos que estraçalhava as plantações, trazendo novamente a fome e o desespero.
Assim passaram aqueles tempos difíceis, e quando chegou a nova década, o Senhor-Onipotente olhou aqui pra baixo e com sua bondade infinita fez despontar no horizonte um tempo glorificado na paz e na fraternidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou?Comente aqui e se possível inscreva-se.