Pagine

Clique para entrar

quinta-feira, 17 de novembro de 2016

Devozioni tirolesi a Nova Trento – Brasile

Mais de cem sobrenomes típicos de Valsugana, Vallagarina,  do Adige e do Vale de Non em uma cidade com cerca de 12.000 habitantes. É Nova Trento, a cidade brasileira fundada em 1875 por emigrantes, Austríacos do então Tirol do Sul . Nos anos seguintes são acrescentadas muitas outras famílias de imigrantes italianos oriundos da Lombardia, Veneto e Emilia Romagna, bem como algumas famílias alemãs e polonesas de Galicia (então Áustria) e Prússia.
A escola e a igreja foram duas das prioridades dos fundadores de Nova Trento, vestígios de uma realidade social no Tirol desde então, a religiosidade dos primeiros colonos foi a força para todos aqueles que chegavam ao Brasil na esperança de encontrar terra para cultivar, mas em vez disso, tiveram de lidar com a floresta tropical e com índios  e animais selvagens.

No centro da cidade está a igreja paroquial dedicada a San Vigilio, padroeiro da cidade de Trento e Nova Trento. A primeira igreja dedicada a San Vigilio  foi construída em 1876, mas não era esse o mesmo local de onde hoje ela está,  na praça, onde, em 1883, foi construída a igreja dedicada ao Sagrado Coração. Em 1940 foi construída a atual igreja da paróquia que impressiona tanto pela arquitetura e pelas devoções presentes nos altares. Na verdade, podemos ver três altares, dedicados a, San Vigilio, o santo padroeiro de Trento, e ao Sagrado Coração de Jesus (devoção tirolesa popular) e a São José, padroeiro do Tirol.
Lembrando que, entre os primeiros emigrantes tiroleses tinha a família do pedreiro Antonio Napoleone Visintainer e Anna Pianezzer, Vigolo Vattaro, cuja filha Amabile Visintainer emigrou com 10 anos para o Brasil. A família se estabeleceu na localidade de Vigolo, em Nova Trento. Junto com sua amiga Virginia Nicolodi, a jovem Amabile fundou a Congregação das Irmãzinhas da Imaculada Conceição conhecida como Madre Paulina do Coração Agonizante de Jesus, proclamada santa pelo Papa João Paulo II em 2002. A nova igreja, dedicada a primeira santa "brasileira" é visitada por milhares de peregrinos e turistas.
Sem dúvida, a fé era (e ainda é) importante na vida da comunidade neotrentina  e foi expressa de acordo com os modelos da religiosidade da pátria, mesmo que sob a influência da religiosidade brasileira. A Nova Trento ainda há muitas igrejas e capelas feitas com o trabalho voluntário de famílias e muitos deles lembram as pequenas igrejas da montanha.
Traduzione per l'italiano
Più di una centinaia di cognomi tipici della Valsugana, della Vallagarina e delle valli dell’Adige e di Non in una città dove vivono circa 12.000 abitanti. Si tratta di Nova Trento, città brasiliana fondata nel lontano 1875 da emigrati austriaci dell’allora Tirolo Meridionale (circoli di Trento e Rovereto). Negli anni seguenti si aggiungono tante altre famiglie di emigrati italiani oriunde della Lombardia, del Veneto e dell’Emilia Romagna, così come alcune famiglie tedesche e polacchi della Galizia (allora territorio austriaco) e della Prussia.
Per seguire vedendo in italiano, clicca qui!
Tradução para português: Jaciano Eccher
Fonte:Everton Altmayer/Unsertirol

Um comentário :

  1. A família da minha se estabeleceu em Nova Trento, meu avô da família Tomio (Valsugana) e minha avó da família Eccher (Isera).
    Se consideravam austríacos, principalmente minha avó pelo sobrenome germânico, que ela assinava Ecker (segundo ela, a escrita correta).
    Eles faziam o cráuti, que é quase igual ao chucrute, sendo uma comida tipicamente tirolesa.
    Seus pais e avós falavam tanto italiano, quanto alemão.
    Excelente postagem a sua, e parabéns pelo site bem completo e informativo.
    Cordiali Saluti,
    Alessandro Rogers - Itajaí (sc)

    ResponderExcluir

Gostou?Comente aqui e se possível inscreva-se.