Pagine

Clique para entrar

RÁDIO AMICI DEL TALIAN NO AR

quinta-feira, 28 de junho de 2018

Sensa Vocassion

Ascoltemo el scritore far la narassion?



Sti ani, in quel tempo che quando se andea in ciesa í òmeni i andea de na banda e le done
de nantra, gaveva nte la campagna un toso, inteligente e pien de ambision anca franco e
sinsero zera una persona benévola, tuti i ghe voleva ben, el suo sogno zera andar andar de star
ntea cità, par stuadiar e la cumpir so destin, cossì no`l gaveva gnanca una volontà de laorar
ntea colonia. Suo martírio zera doperar el picon, la sapa e la manera, í ranconi, questi i so
nemighi.

Un giorno quando el gaveva 14 o 15 ani de eta, suo pupà se ga stufà de la so sensa vóia de
laorar ntea colònia e el ghe ga dito:..
-Fiol. Cosa l`é preferìbele par te. Andar ntea colònia sapar e ribaltar mato o star sensa far gniente, buta zo insieme dele formighe del vignal? 
El toso ga sbossà un soriso par dir:..
- Si, Si pupà mi preferisso butarme zo insieme dele formighe del vignal!

 In quel momento al paron ga vignesto su l`é fumane, penso mi che el ga mola anca due o tre porchi, quel vìssio bruto de bestemar, parvia che cossì zera costume locai i ga sempre vivesto cossì. Dopo con ràbia el paron lo ga ciapà par la récia par menarlo al vignal insieme dele formighe. Alora in quel momento che la emossion l`é più forte che la rason, la mama del toso una santa dona, co`l cuor pien de dolcessa, co`i òcii pieni de lácrime ga imparonà una decision e la ga dito a suo sposo:...

- Nò, nò Giuseppe per carità no sta mea far cossità, se no`l vol laorar ntea colònia che`l vaga studià come interno nte´n seminàrio, col intùito de farse prete o religioso.

Cossì el toso ga andato cumpir so destin, tutavia ntel primo mese che'l zera ntel seminàrio drio studiar par esser prete, el se ga incorto che no`l gaveva mia vocassion, par far quel mistier e no`l podea pi vederse la. Cossì el ga domandà al monsignor, paron del seminàrio, el permesso par ritornar a casa. El monsignor un santo omo, lo ga scoltà con passiensa e dopo con parole de sapiensa e suavità ga racomandà al toso par che se indenociesse zo e co l`ànima piena de umiltà far na mùcia de preghiere, par domandar scusa per i ogni sbàlii e tanti pecà, che dopo la vocassion bela e forte gaveva de vegner rento de so ànima e cuor.” Anca el ghe ga dito:

-“Bisogna che te cave via dei sarvei quel bruto projeto de andar via del seminário.”

L`é parole de sapiensa del monsignor no ga mia incontrà ripercussion, ntele rècie del
toso parché el gaveva deciso de andar via del seminário. Alora el ga medità par due o tre
giorni, par catar una stratègia de come far par guadagnar la so libertà. Cossì el ga adotà una
ciavada piena de simplissità. La ga fato funcionar dopo de una stimana che el gaveva parlà co`l
monsignor e nte una note, buta zo nel leto el ga fato un pissamento che tutiquanti i ga visto e
sentisto e dopo el ga scominsià a dir a tuti una granda busia, el parlea:..

- Scuse a tutiquanti parvia che me ga scampà, questa pissadela, penso mi che go de ver qualche guàio parché go sevità a pissar tuta la note. Alora ntea tersa note che el ga fato quela ciavada de pissamento in leto, ga vignesto su l`é fumane al monsignor e el ga perso la passiensa, cossì lo ga manda via
del seminàrio.

Contento el ga ciapà le so robe e presto el ga andato via casa. Però el ga stato pochi giorni
insieme de so genitore, parvia de come no`l volea mia laorar ntea campagna, ga toca andar via,
par compir so destin ntea cità granda e dopo de un tempo el se ga marida co una bela tosa e el
ga divetà un pupà che gaveva un comportamento che serviva d`esémpio a tutiquanti e come
el zera un toso de inteligensa e ambission co`l guadagno de suo laoro el ga impienisso l`é
scarsele de soldi.

Ademar Lizot.




Tradução para português


Houve um tempo em que na igreja os homens ficavam separados das mulheres, pois neste
tempo tinha na colônia um rapaz inteligente, ambicioso e também franco e sincero, bem
quisto na vizinhança, era pessoa divertida, seu sonho era morar na cidade, assim não tinha
vontade de trabalhar na roça. A enxada, a picareta e o machado eram seus inimigos.
Certo dia quando tinha 14 ou 15 anos de idade, o seu pai, cansado de sua pouca serventia,
lhe disse:
-Filho o que preferes, ir na roça trabalhar ou ir no parreiral deitar junto das formigas?



O rapaz até esboçou um sorriso para dizer: 

- Prefiro a companhia das formigas no parreiral! Seu
pai ficou furioso, o pegou pela orelha para conduzi-lo ao parreiral, então sua mãe, uma santa
mulher, implorou ao marido, assim numa decisão tomada em cima de emoção e não de razão,
sugeriu que o rapaz fosse encaminhado ao seminário para estudar a padre.

Assim o rapaz foi estudar, porem já no primeiro mês no seminário ele teve a certeza que não
era possuidor da vocação necessária para aquela nobre função, por isso solicitou permissão
para retornar a casa materna. O monsenhor o escutou com a paciência de um santo homem e
depois com palavras de sabedoria, o aconselhou a pedir em orações perdão dos vários
pecados que depois o Senhor lhe concederia a vocação.

As belas palavras do monsenhor não encontraram eco nas ouvidos do rapaz, pois ele já
estava decidido a não permanecer no seminário, assim por 2 ou 3 dias ele matutou numa
estratégia para conquistar sua liberdade. Adotou uma estratégia simples porem eficaz, que ele
botou em ação uma semana depois quando um dia de noite deitado na cama fez de proposito
uma mixada de bexiga cheia que molhou toda a cama e foi percebida por todos. Assim depois
da terceira noite de cama molhada o monsenhor liberou sua saída. Ele pegou suas roupas e
retornou contente para sua casa, porem depois de poucos dias, como não queria trabalhar na
roça, foi cumprir seu destino numa cidade grande. Depois de um tempo casou-se com uma
bela moça e tornou-se um ótimo pai de família e com inteligência e trabalho conquistou sua
independência financeira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou?Comente aqui e se possível inscreva-se.