Pagine

Clique no Player abaixo para parar a Rádio / Struca par fermar la ràdio

Clique para informações / Struca par informasion

quarta-feira, 22 de abril de 2020

Una Visita Spessial - Ademar Lizot

Ascolta la stòria: 


                                               
Una Visita Spessial       
   
Una volta la nona me ga dito che el cielo ze el posto andove và i nostri vècii, par èsser nantra volta quelo che i zera e dopo nte la garopa dei nostri sogni ritornar lìberi, sani e felice, par contar la stòria de nostre radice e pensandoghe sora la nona gavea pròpio rason, parchè a un per de ani indrio, come se fusse na stòria de raconti de fada, nte una note d`un giorno primaveril, go ricevesto la visita de mio pupà, el ga riva  ben montà nte un bel caval baio co màcie bianche e el se ga presentà co so capeleto in testa,  fassoleto  nel col e co la so vose meso cantada el me ga dito:..”Bona sera, son qua co`l permesso de San Pietro e permesso che desmonto, alora cossì viso a viso go restà sorpreso e co`i òcii spalancadi  go dito:..“ Vèrgine Maria, ma varda sol chi che capita qua,  vegné rentro, vegné rento e scusa che go restà pròpio sorpreso parvia che no`l imagineva mia che sto afar el podesse sucéderghe, ma per carità vegné rento e no sté mea de far serimónia, no sté mea cavar via i stivai, el capel e la scùria te pol picar su ntel ciodo dadrio dela porta,  e dopo te pol sentar in to caregon predileto in torno del fogon, e se te vol molar par ària nantra volta na fumana de to pipa,  go ricevesto un fun amareligno de quei pròpio bon e intanto che brustolemo trè o quatro fete de polenta, ciacolemo e bevemo vin, le un moscatel de alta gradoassion, pròpio  del to gusto, el ze regalo de nostro compare Guadagnin, l`é un vin bonìssimo par s-ciocar i bicieri e far  un brìdese a to visita, a questo momento spessial,  parchè   chi che podea maginarsela de poder sguardarlo nantra volta, cossì  in  carne e oss, gambe, bràssi e ntei lavri el  to  sorisso de fedùcia.  E come sté la mama, la fa ancora capei co la paia de formento, sicuramente la ze sempre bela con so fassoleto bianco in testa, drio moiar i fiori del giardin  paradiso,  margherite  gialde, tulipe che tira al blu e gilii bianchi come la fàcia dela  Madonina .  Caro pupà  tanti ani fà che tu sei partisto, ma bisognà che sèpie che go alsa su la mia vita polito e a ogni giorni sostegno el mio coraio co`l  to esèmpio de laoro, onestità e dignità,  però el tempo no passà mea sensa rason e le rughe le mostra la vera età,  cossì anca mi son meso vècio e ressegnà co la mia veciaia e soratuto co la gràssia de èsser nono, compagno de te e quando son drio ninar el mio nipotin e lu meso indormensà verde í òcii e el me ricognosse e con un sorisso nei lavri  me ciama de nonino, alora el mio cuor s-cioca de felicità. Caro pupà, cosa devo fare par ringrassiar la to visita? Gheto piasesto del moscatel del compare Guadagnin?  E el fun amareligno, bonìssimo no le mia vera? L`é un pecà che i mei nipotini no i ze mia casa, gaveria un grando gusto e orgòlio de presentarli a te.
   Cossì ga transcoresto quela note de un giorno primaveril a un per de ani indrio e quando l`éra ora de desmissiarse, parvia che el sol el zera drio  spontar e el gal ga scominsia el so osamento, alora el pupà co la abilità quel gavea de giovenot, el ga monta e dopo d`un colpo de spore ntele spale del baio co màcie bianche e el ga partisto con destin al quel  posto andove và i nostri vècii  par èsser nantra volta quelo quei zera e dopo ntela garopa dei nostri sogni ritornar lìberi, sani e felice par contar nantra volta la stòria dele nostre radice.
Ademar lizot.



(Tradução)
                        Uma Visita Especial
    Em uma noite de um dia primaveril e como se fosse uma história de contos de fada, recebi a visita de meu pai. Ele veio bem montado num cavalo baio com manchas brancas e se apresentou de chapéu na testa e lenço no pescoço e com uma voz meio cantada falou...”-Boa noite, aqui estou com a permissão de São Pedro e te peço permissão para desmontar.” Então assim face a face fiquei surpreso e com os olhos estalados lhe disse:..”-Virgem Maria, olha só quem aqui está...Desmonte e entre meu pai e desculpe se estou surpreso pois jamais poderia imaginar que isto pudesse acontecer, mas vamos entrar e por favor não faças cerimônia, não carece de tirar as botas, o chapéu e o relho podes pendurar no prego atrás da porta e depois podes sentar na tua cadeira predileta em volta do fogão, se quiseres fazer uma fumaça com teu palheiro, recebi um fumo amarelinho daqueles mesmo bons e enquanto 3 ou 4 fatias de polenta fritam  na chapa podemos conversar e beber um vinho bem do teu gosto, tenho um moscatel de alta graduação que ganhei de nosso compadre Guadagnin, é um vinho espetacular para brindar este momento especial em que posso velo outra vez em carne e osso, pernas e braços e nos lábios aquele teu sorriso de confiança. Mas quero muito saber da mamãe, é ainda bela com seu lencinho branco na testa, ainda faz chapéus com palha de trigo ou provavelmente ela está regando as flores do jardim dos céus, margaridas amarelas, tulipas que puxam para o azul celeste e copos de leite brancos como as faces dos anjos. Meu velho tantos anos fazem que tu partiste, mas quero que saibas que com vossos exemplos de trabalho, honestidade e dignidade, eu toquei a minha vida e todos os dias palanqueio a minha coragem. Porém o tempo não passa sem razão e as minhas rugas confirmam a minha idade, já sou velho e conformado com a minha velhice, mas quero dizer-te que tenho a fortuna de ser avô igual você e quando estou ninando meu netinho e ele meio adormecido abre os olhinhos e me reconhece, depois abre seu sorriso e me chama de avô, então meu coração estala de felicidade.
    Assim passou aquela noite de um dia primaveril e no momento de acordar o sol já despontava e o galo cantava, então meu velho demonstrando a destreza que tinha quando jovem, montou e esporeou as paletas do baio com manchas brancas e rumou com destino ao lugar para onde vão nossos velhos, para serem novamente o que eram e depois na garupa de nossos sonhos voltarem livres, sãos e felizes para novamente cotarem a história de nossas raízes.
Ademar Lizot.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou?Comente aqui e se possível inscreva-se.