Pagine

Clique para entrar

sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

El primo Programa La Voce Véneta de 2017

Spúncia li soto per ascoltare la preghiera, la canson Vivo per Lei e anca un pìcolo omenàio per la Vitória Perin che fá el programa ensieme.

Parte 1

Spùncia li soto per ascoltare la parte due, con la canson El mio Galeto, un talian che gavemo trovà nel Paraná, e ancora Il Sìrio.

Parte 2

Spùncia li soto per ascoltare la tersa parte parlando del Dialeto Cipileño, La canson Quando Ero Picina con il Grupo Partigiani, e ancora come i taliani se giutéa.

Parte 3

Spùncia li soto per ascoltare el ùltimo tocheto del programa, la canson Dame un Rìcio e anca Il Vin Le Bon e le ùltime parolete.

Parte 4
Ver toda a postagem/Vedere tutto ››

quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

Manifestassion véneta. Parla TALIAN anca ti òstrega!!!

El vìdio non ze de ncói, mas ze un bel vìdio per acoltare la nostra bela léngoa parlada dai veri véneti. E anca si puo pensare in barufar se ghe ocore afinché el nostro TALIAN anca qua nel Brasile sipia riconossesto come léngoa, sípia ensegnà ntele scole.
Bisogna pensar che fin adesso la nostra léngoa mama ga restà in pie par depì de sento quaranta ani. La ze mesa rota magari, spacada in meso dai goèrni, dale persone che ga vergónha de parlar, spacada dai genitori che non parlano ensieme ai fioi, ma ancora la se mantien. Alora non saremo sassini in coparla, invesse bisogna esser dotori per guarirla e badarla per sempre.
 
Ver toda a postagem/Vedere tutto ››

quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

I venti del Cuore/ Os ventos do coração - Música - Renato Russo

Para ver letra e tradução de outras músicas, clique aqui.
Para baixar essa música, clique aqui.


Italiano

Campi di lavanda e l'auto che va
Dietro quei cipressi la strada piegherà
E passata la collina chissà,
Se la casa come un tempo mi apparirà.

Ed ogni volta che ti penso eri là
Quel sorriso in tasca largo ed incredulo
Quanti bimbi e cani avevi intorno
E che chiasso di colori al tramonto.

E I ricordi si confondono, là dove non vorrei
Le memorie poi s'increspano e non so più chi sei.

E I venti del cuore soffiano e gli angeli por ci abbandonano
Con la fame di volti e di parole
Seguendo fantasmi d'amore, I nostri fantasmi d'amore.

E mi sembrava quasi un'eternità
Che non salivo scalzo sopra quel glicine
In penombra ti guardavo dormire nei capelli tutti i nidi d'aprile.

E le immagini si perdono, fermarle non potrei
E le pagine non svelano, chi eri e chi ora sei.

E I venti del cuore soffiano e gli angeli poi ci abbandonano
Con la voglia di voci e di persone.

Seguendo fantasmi d'amore, i nostri fantasmi d'amore
Seguiamo fantasmi d'amore, i nostri fantasmi d'amore.

Quando I venti del cuore soffiano
Seguiamo fantasmi d'amore, I nostri fantasmi d'amore.

Tradução para português

Campos de lavanda e o carro que vai
atrás aqueles ciprestes a estrada esconderá
e passará a colina quem sabe,
a casa como o tempo aparecerá.

E cada vez que penso em você era lá
aquele sorriso grande e incrível
quantas crianças e cães tinhas em volta
e que lindas cores ao pôr do sol.

E as lembranças se confundem, lá onde não queria
as memórias se encrespando e não sei mais quem sou

E os ventos do coração assopram e os anjos nos abandonam
com a fome de volta e de palavras
seguindo os fantasmas do amor, os nossos fantasmas do amor.

E me parecia quase uma eternidade
que não subia descalço sobre aquela glicínia
na penumbra eu ficava olhando você dormir nos cabelos todos os ninhos de abril.

E as imagens se perdem, parar não poderia
e as páginas não revelam, quem eras e quem és agora.

E os ventos do coração assopram e os anjos nos abandonam
com a vontade de vozes e de pessoas
seguindo fantasmas do amor, os nossos fantasmas do amor
seguimos fantasmas do amor, os nossos fantasmas do amor

Quando os ventos do coração assopram
seguimos fantasmas do amor, os nossos fantasmas do amor.
Ver toda a postagem/Vedere tutto ››

terça-feira, 27 de dezembro de 2016

Região do Vêneto, Itália faz Presépio Vivo com coisas e objetos do passado, confira vídeo

               Talian

A caso del Grupo del Whatsapp "Tuti Bona Gente" go ricevesto un per de pìcoli vidii de un gran evento che ga sucesso in questo natale nela region del Véneto in Itàlia, zera el Presèpio Vivo. Lo go ciapà tuti e fato un video solo.
Tosati, tosate, òmini e done ga ricordà, cose, laori e costumi che ncói non ga pi e pochi lo conosse.. Varda el vìdeo alora.


Português

Graças ao Grupo de Whatsapp "Tuti Bona Gente", recebi vários pequenos vídeos enviados por Luigi Frigotto, da Região do Vêneto na Itália onde nesse natal aconteceu um evento muito interessante que foi o Presépio Vivo. Peguei todos eles e fiz um vídeo apenas
Crianças e adultos reviveram objetos, profissões e costumes que hoje não existe mais e poucos conhecem, veja o vídeo.
 
Ver toda a postagem/Vedere tutto ››

quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

I atresi dei vèci - Ernani Fazolo

Tra le tante robe que i Taliani li gavéa in cantina, atresi (feramentas) par far i so afari tuti ì dì, spotacieti che la nona la metéa via par bisogna de doperar, le stivai del nono, un per de suchete vècie, le ceole ntele pìche – la mama brontolava quando se ndéa tor ceole e se féa i dispetosi parché se ciapéa le ceole del meso e nò n’tel scomìnssio dea pìca, garafoni e botìlie de viero pieni e vodi, i ossocòi picai sù de na banda, i salami, el brondo e anca le bote par meter via el vin e l’azéo non ghe podea mancar. Sora el sataron insieme là parede dea casa, el nono gà piantà su tanti ciodi par picar su le feramente che'l doperéa de pì, el martel e i ciodi, el segoto, el scaiarol, el taia fero, la pua, la tanàia, el tràpano. De na banda, gàvea anca i atresi che l’fea le bote, par spiegar meio, la sapeta, la scaiarola, la rafeta, el zegnaor (anca ciamà de enaor o anca sguba)per far zénhe nele bote e una segheta par segar el fondo tondo. N’tel sataron in medo a la cantina, stea um posto tra le tole del soalho dea casa e el sataron, n’dove l’nono postéa i ganceti (anzois), scóe, maneghi par via de qual che dun vegner a spacarse e la banca de scaiar le tole de legno che'l doperéa anca par far su le bote de vin. Parlemo adesso, dei atresi par far le bote, que se se vede tei ritrati soto. Tute quei atresi, gò ciapa ntela cantina del nono, con tempo e lavoro le gò pareciài su par meterle via.



Le sapete l’era doperada par limpar el carbon dopo de le tole èsser scaldade par via de stòrderle e far a pansa dea bote. Dopereva anca par taiar el pì grossolan e qual che acabamento grosso.



La scaiarola co la base tonda, in mesaluna – convessa - el nono l’scaiéa le tole rento a le bote, par via de dassarle tute compagne e pì bele.



La raféta l’era doparada ntel le due bande dea bote, par far la marcassion cuel ciòdo tuto a torno par rento ndove se dovea far la zénha – pìcola canaleta par incassar i fondi – una per banda.



El zenaor, com due seghete paralele in mesaluna – convesse - te na banda, insieme col scarpel. Dopo mesurada e fata la marcassion com la raféta, i segava com questo mestier sora la riga tuto a torno e dopo col scarpel se verdéa la zénha.

Sora tuto, voglio ringrassiar al nono Casemiro chel me gà spiegà e me gà dato ei soi atresi par pareciarle e meterle via, anca ai mei genitori Laudair e Aquesires par le so spiegassione e auguriar Jaciano per la oportunità chel me ga dato, par l’so belo lavoro de menar avanti el nostro Talian e par tute le volte che el me gà giutà sora la Léngoa Talian.

Un strucon!

Ernani Luiz Fazolo
Ver toda a postagem/Vedere tutto ››

Feliz natal em várias línguas - Vídeo com participação de leitores do blog.

Feliz natal e abençoado 2017 a todos.
Buon natale e benedetto 2017 per tutti.
Frohe weihnachten und ein gesegnetes Jahr 2017 alle.
Merry christmas and blessed 2017 to everyone.
Feliz navidad y bendita 2017 para todos.

Obs: Traduções via Google tradutor.
 
Ver toda a postagem/Vedere tutto ››

segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

Chegamos a 200 mil visualizações antes do prazo previsto

Mais uma marca, mais uma meta atingida.
Pra quem acompanha nosso blog lembra que no dia 21 de outubro (Clique aqui para ver), dia em que chegamos a 160 mil visualizações colocamos uma meta de terminar o ano com 200 mil visualizações, mas graças a vocês queridos leitores, hoje 19 de dezembro atingimos nosso objetivo, tendo assim a média mensal de 20 mil visualizações por mês.

O maior objetivo do nosso blog é resgatar, divulgar e perpetuar o mundo da imigração italiana no Brasil, não temos fins lucrativos, com exceção do ITALIANI IN BRASILE PREMIADO que tem parcerias com empresas para que possamos premiar os leitores. Mas o nosso ganho é a cada dia receber sugestões, pedidos de postagem e o reconhecimento. Para nós não tem preço quando recebemos comentários, emails pedindo para postar a letra da música X ou da música Y.

Existem letras de músicas por exemplo que você não encontra em nenhum outro site, rede social ou coisa parecida, somente aqui com exclusividade. E nosso compromisso com você é de estar a cada dia atendendo mais a demanda do "Mundo Talian" com maior diversidade possível.

Obrigado a todos, feliz natal e próspero 2017.

Ver toda a postagem/Vedere tutto ››

sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

El ritrato del nono - Causo de Ademar Lizzot

Gavea sìnque ani quando go cognossesto mio nono Júlio. Ricordo con emossion ntel cor, che zera un giorno che piovea e anca gavéa na ària freda. Mi insieme con la mama, dopo de due giorni de viàio gavemo arivà. Zera sabo, cuatro al dopo mezo di. Dopo sbassar dea lìnea tochea caminar par na stradeta postada tra mezo el vignal e el prà, dopo gavéa un bel giardino con fiori de colori e tante qualità. L`era ntel paese de Caibi SC.

Intanto se caminea par quela stradeta, la mama con so ombrelin e mi darente par via dea piova. In chel s-ciantin, gavemo visto un omo caminando, sensa umbrela, con na sapa ntea mano e la vestimenta bagnada dea piova, in testa so capel negro fisso che nianca l´ària cativa lo menea via. Quando gavemo arivà più darente de che´l omo soto piova, la mama ga ricognossesto Che l´era so pupà, mio nono Júlio, con so caminar sicuro, í mostaci longhi, so vardar de generosità e anca ntei òci portea insieme otanta ani de vita. Questo momento ze stato eternizà ntea mia memòria.

La mama ga mola via La umbrela par imbrassarlo, dopo lo go saludà e in quel àtimo go sentisto nte so man calegiade la forza e anca la stòria dea so vita, de laoro, deo cristian che gà trova ntel laoro e ntea faméia, el sentido dea vita. sempre con la forza dei brassi,”ribaltar mato con la manera, taiar piante co`l segoto de man e con la sapa ntea colonia fin che´l sole vien zo”. Man de um omo de coràio e onore, Che gà patìo tante dificoltà Che noantri no semo boni de maginarse.

Adesso passadi tuti questi ani, el ricordo che riposa dentro dea mia scatola dei ricordi, Le de un omo vècio ritornando casa del laoro, soto piova con na sapa ntea man e questa stampa la ze par sempre ntea mia testa e se gavese la arte dea pintura, la eternizaréa ntea tela.

Dopo tanti ani, go mai smentegà de che´l vècio, con i oci pieni de bontà, con na sapa ntea man, la vestimenta bagnàda dea piova e co`l capel negro fisso ntea testa con onore e dignità.



Ademar Rocco Lizot-
Ver toda a postagem/Vedere tutto ››

quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

Casa do Papai Noel já é tradição em Constantina-RS

Na noite do último domingo (11), ocorreu a tão esperada chegada do bom velhinho a Constantina, que ocorreu em frente a casa do Papai Noel, na ocasião, estiveram presentes várias pessoas, famílias e principalmente crianças, vieram prestigiar essa festa, que já é tradição na cidade. Foi encenado um presépio,onde foi contado a história do verdadeiro símbolo do natal, o nascimento de Cristo.

Após foi sendo passado em um telão, imagens de outros anos em que o Papai Noel esteve na cidade, onde as crianças que apareciam que ali apareciam, eram chamadas a frente do público, para ouvirem uma mensagem especial. Ao final, chegou o momento mais aguardado da noite, o Papai Noel chegou encima de um carro vermelho, juntamente de seus assistentes e foi imediatamente cercado pelas várias crianças que ali se faziam presentes, os adultos também recepcionaram o bom velhinho, com uma salva de palmas, em seguida, as crianças receberam balas e puderam fazer seus pedidos ao Papai Noel, a casa ficará aberta por muitos dias, não perca a chance de conferir de perto o encanto e simplicidade que mais uma vez se fez presente..

Como tudo começou?


A Casa do Papai Noel de Constantina, já virou um ponto turístico e tradicional da cidade a pelo menos 23 anos, graças a Dona Inês Marcon, que foi a primeira a vestir a roupa vermelha, começou apenas como uma brincadeira, já que na época não se conhecimento de como se confeccionar uma roupa desse “modelo”, e a Dona Inês era a única da região que confeccionava. Um ano depois, a Dona Inês passou por um Câncer, durante o tratamento fez uma promessa, que se caso se curasse, ela organizaria todos os anos, a festa e enfeitaria a casa, fazendo com que mais e mais crianças da cidade, pudessem sonhar e se encantar com essa data tão bacana, o que deu muito certo, já que são várias gerações que já presenciaram e ainda compartilham a Casa do Papai Noel e todo o seu valor para a cidade.

Segundo Dona Inês Marcon, a comunidade de Constantina sempre foi a principal ajudante para a realização das edições anuais da Casa do Papai Noel, a comunidade sempre se dispõe a ajudar nas confecções, dos enfeites, roupas e na organização do espaço, graças a essa cooperação, é que se pode, a cada ano, melhorar ainda mais, nos detalhes e no acabamento da obra.

A medida em que foram passando os anos, foi sendo procurado desenvolver melhor e aperfeiçoar as edições da Casa do Papai Noel, desse modo, foi criado o Grupo Ricordo Della Itália, pela própria Dona Inês, que também auxilia em muito, para a concretização desse sonho, a cada ano.

Texto: Constantinaweb/Gizele Lazzaretti
Imagens: Gizele Lazzaretti

Ver toda a postagem/Vedere tutto ››

quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

Arrivederci, Ciao Amore - Música para baixar, letra e tradução

Para ver letra e tradução de outras músicas, clique aqui.
Para baixar essa música clique aqui.



Italiano

Tu me chiedi da quante volte con occhi strani e poi
Tu me chiedi perché paura, con voce strana
Tu me dice parole nuove, è come il sole che rinascerà
Non se puo prendere una vita se tutto si và.

Rit: Arrivederci, ciao amore
Io ti prego non ti va
È una stòria ensieme, tu lo sai
Questo sogno, non puo morrire, morrire mai.

Notte calma e suona piano il vecchio bandolin
E la musica suona libera e dice a noi
Tu lo sai che resta soltanto, buona fortuna e felicità
Prendi la mia mano cara ma non si và.

Tradução para português

Você me pergunta quantas vezes com olhos estranhos
Você me pergunta por que temer, numa voz estranha
Tu me disse novas palavras, é como o sol que renascerá
Não pode tomar uma vida, se tudo se vai.

Ref: Adeus, tchau amor
Eu te peço não se vai
É uma história juntos, você sabe
Este sonho, não pode morrer, morrer jamais.

Noite calma e toca calmo o velho bandolim
E a música toca livre e nos diz
Você sabe resta apenas, boa sorte e felicidade
Pegue minha mão querida, mas vá.

Banda Sole mio: Música e letra: Cassol/Italianìssimo
Postagem e tradução/Pubblicazione e traduziona: Jaciano Eccher

Ver toda a postagem/Vedere tutto ››

terça-feira, 13 de dezembro de 2016

La stòria di Santa Lucia/ A história de Santa Luzia

                          Português

Santa Luzia (ou Santa Lúcia), cujo nome deriva do latim, é muito amada e invocada como a protetora dos olhos, janela da alma, canal de luz.

Conta-se que pertencia a uma família italiana e rica, que lhe deu ótima formação cristã, ao ponto de Luzia ter feito um voto de viver a virgindade perpétua. Com a morte do pai, Luzia soube que sua mãe queria vê-la casada com um jovem de distinta família, porém pagão. Ao pedir um tempo para o discernimento foi para uma romaria ao túmulo da mártir Santa Ágeda, de onde voltou com a certeza da vontade de Deus quanto à virgindade e quanto aos sofrimento por que passaria, como Santa Ágeda.

Vendeu tudo, deu aos pobres e logo foi acusada pelo jovem que a queria como esposa. Santa Luzia, não querendo oferecer sacrifício ao deuses e nem quebrar o seu santo voto, teve que enfrentar as autoridades perseguidoras e até a decapitação em 303, para assim testemunhar com a vida, ou morte o que disse: “Adoro a um só Deus verdadeiro, e a ele prometi amor e fidelidade”.

Somente em 1894 o martírio da jovem Luzia, também chamada Lúcia, foi devidamente confirmado, quando se descobriu uma inscrição escrita em grego antigo sobre o seu sepulcro, em Siracusa, Ilha da Sicília. A inscrição trazia o nome da mártir e confirmava a tradição oral cristã sobre sua morte no início do século IV.

Mas a devoção à santa, cujo próprio nome está ligado à visão (“Luzia” deriva de “luz”), já era exaltada desde o século V. Além disso, o papa Gregório Magno, passado mais um século, a incluiu com todo respeito para ser citada no cânone da missa. Os milagres atribuídos à sua intercessão a transformaram numa das santas auxiliadoras da população, que a invocam, principalmente, nas orações para obter cura nas doenças dos olhos ou da cegueira.

Seguindo com sua história, cancelado o casamento seu pretendente foi denunciar Luzia como cristã ao governador romano. Era o período da perseguição religiosa imposta pelo cruel imperador Diocleciano; assim, a jovem foi levada a julgamento. Como dava extrema importância à virgindade, o governante mandou que a carregassem à força a um prostíbulo, para servir à prostituição. Conta a tradição que, embora Luzia não movesse um dedo, nem dez homens juntos conseguiram levantá-la do chão. Foi, então, condenada a morrer ali mesmo. Os carrascos jogaram sobre seu corpo resina e azeite ferventes, mas ela continuava viva. Somente um golpe de espada em sua garganta conseguiu tirar-lhe a vida. Era o ano 303.


A lenda de Santa Luzia

A lenda conta que um rapaz se apaixonou pela Jovem Luzia e de tão lindo que achou seus olhos pediu eles de presente. Luzia para o espanto do jovem arranca seus olhos entregando-lhes, e no lugar dos olhos que ela tinha nascem um par de olhos ainda mais lindos.

Italiano

Siamo nel IV secolo, in Sicilia, a Siracusa. Lucia è una giovane donna di una buona famiglia, fidanzata ad un concittadino e destinata ad un buon futuro di moglie e madre. La mamma si ammala e Lucia si reca in preghiera a Catania, sulla tomba di Sant'Agata, per invocarne la guarigione. Qui la Santa le appare e le chiede di dedicare la sua giovane vita all'aiuto dei più poveri e deboli, predicendole il martirio.
Lucia torna a Siracusa e trova la mamma guarita. Rompe il fidanzamento, e decide di andare tra i poveretti che stanno nelle catacombe, con una lampada alla testa, e di donare loro tutta la sua dote. Il fidanzato non comoprende, si arrabbia e decide di vendicarsi, denunciando pubblicamente quella che avrebbe dovuto essere la sua futura sposa, con l'accusa di essere cristiana. Sono anni di persecuzione dei cristiani, sotto l'imperatore Diocleziano.

Lucia ammette e ribadisce la sua fede, irremovibile anche sotto tortura, affermando che la sua forza viene non dal corpo, ma dallo spirito. Al momento di portarla via, l'esile corpo da ragazzina assume una forza miracolosa e né uomini, né buoi, né il fuoco, né la pece bollente riescono a smuoverla. Lucia viene così condannata a morte.

Prima di morire riesce a ricevere l'Eucaristia e predice a Diocleziano la sua prossima morte e la cessazione delle persecuzioni entro breve. Entrambi i fatti si verificano nel giro di pochi anni.

La leggenda di Santa Lucia

La leggenda narra che la giovane Lucia abbia fatto innamorare un ragazzo che, abbagliato dalla bellezza dei suoi occhi, glieli abbia chiesti in regalo. Lucia acconsente al regalo, ma gli occhi miracolosamente le ricrescono e ancora più belli di prima. Il ragazzo chiede in regalo anche questi, ma la giovane rifiuta, così viene da lui uccisa con un coltello nel cuore.
Ver toda a postagem/Vedere tutto ››

segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

La nona e i mandolini de cicolate


La nona la ga una cosa che la piase far, la piase tanto dei mandolini con cicolate. Un giorno de questo la zera in viàio con el..... Ben varda el vìdeo che te vede la stòria.


Ver toda a postagem/Vedere tutto ››

sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

Vita Bona - Música Vida Boa em Talian

Para ver letra e tradução de outras músicas, clique aqui.
Para baixar essa música, clique aqui.

Gentileza da letra em Talian: Juvenal dal Castel.



Música: Vita Bona
Compositor: Flávio Dalcin
Versão para o Talian: Juvenal Dal Castel
Interpretação: Gruppo Girotondo
Gravação: Estúdios da Gravadora ACIT

Talian


Vui vìver la vita mansa, liviana come’l scalivo con gusto de ua madura.
No vui saver de laoro, soto l’ombra de na pianta e dormir sensa paùra,
Ndar de star nte na lègoa con un bon bicier de vin, me passo ben el ano.
A balar ntele feste, far na meso che na ciucheta e far un poco de coraio.
Ndaria de star a Cassia, la no ghe manca tosate cole gambe fora al vento.
Fora pala setimana guastar tuto quel che vansa e impienir la pansa a Bento.
Ntel’ària in gambe alte scolto ràdio in alta ose ‘na cansion del Giro Tondo.
Garafon che’l zera pien, ze nda zó pi de metà e suito ghe rivo al fondo.

Tera bona là in Cassia, tosate bele e bone fa ‘n pan.
Se la ze fiola de’n talian suito lo saludo e ligo el caval.
Tera bona la in Cássia, tosate bele e bone fa ‘n pan.
Vao suito a magnar casa soa e dopo de’n bon vin ghe dimando ‘a man.

Vui viver la vita mansa, liviana come ’l scalivo con gusto de ua madura.
No vui saver de laoro, soto l’ombra de na pianta e dormir sensa paúra .
Magnar polenta e radìcii, Dio Santo, che apetito, scampario pi via de là!
Picà su pala finestra a vardar le tosatele fora che’e seita pasar.
Me toca ndar a Cássia , là no ghe manca tosate cole gambe fora al vento.
Fora pala setimana guastar tuto quel che vansa e impienir la pansa a Bento.
Ntel’ària in gambe alte scolto ràdio in alta ose ‘na cansion del Giro Tondo.
Garafon che’l zera pien, ze nda zó pi de metà e suito ghe rivo al fondo.

Tera bona là in Cassia, tosate bele e bone fa ‘n pan.
Se la ze fiola de’n talian suito lo saludo e ligo el caval.
Tera bona la in Cássia, tosate bele e bone fa ‘n pan.
Vao suito a magnar casa soa e dopo de’n bon vin ghe dimando ‘a man.


Versão em português

Eu queria vida boa
Grupo Girotondo
mansinha que nem garoa
de sabor igual a uva
Queria a vida folgada
debaixo de uma ramada
ou dormindo em dia de chuva
Ia morar numa légua
tendo um vinho bom
eu passava bem o ano
Ia dançar nas reúna
tomando sempre alguma
eu nunca entrava no cano

Eu ia morar em Caxias
lá nunca faltou guria
lá a vida é cem porcento
Bem no meio da semana
se me sobrava uma grana
ia passear lá em Bento
Sentado numa varanda
escuto um rádio que manda
uma canção do Anzolin
Garrafão tá bem no meio
garrafão que tava cheio
garrafão que vai pro fim

Que bom, terra de Caxias
as lindas guria, que sonho bom
se o pai dessa moça é gringo
eu amarro o pingo e aperto a mão

Eu queria vida boa
mansinha que nem garoa
de sabor igual a uva
Queria a vida folgada
debaixo de uma ramada
ou dormindo em dia de chuva
Manha boa e terraditi
meu Deus quanto apetite
não saia mais de lá
Cantando uma verginella
deixo a mulher nas panela
vou ver as bambina passar

Vou ter que morar em Caxias
lá ñunca faltou guria
lá a vida é cem por cento
Bem no meio da semana
se me sobrar uma grana
Eu vou passear lá em Bento
Sentado numa varanda
escuto um rádio que manda
uma canção do Anzolin
Garrafão tá bem no meio
garrafão que tava cheio
garrafão que vai pro fim

Que bom, terra de Caxias
as lindas guria, que sonho bom
se o pai dessa moça é gringo
eu amarro o pingo e aperto a mão



Ver toda a postagem/Vedere tutto ››

quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

El filò - Música para baixar, letra, vídeo e tradução

Para ver letra e tradução de outras músicas, clique aqui.
Para baixar ou ouvir essa música, clique aqui.

           
Talian

Un momento di un passato sora el tempo si fermò
Sento il cuore che  mi trema mi ricordo del filò
Vedo il nono, vedo la nona, le tosate il mio pupà
I visini, miei frateli ascolto tuti, vedo lá.

Rit: Si ha fermato il tento lo sento, mi lo sò
Ritorna un sentimento, ricordo del filò.

Riva Toni, riva Bepi, le faméie se avisina
Bona note, bona note, passi rento qua in cosina
le patate, le bel cote fa beve un bicier de vin
magne grustuli e biscòti, i pignoni e mandolin.

Col suo sigareto in boca e col bicieroto in man
Lera briscola o quatrilio, mai pensieri per doman
E la fora se sentiva  tela tana* i tosatei
E le fémene in cosina feva dressa per i capèi.

I tirava zo bestemi pugni in tola, una ridada
i parlava tuti ensieme par spiegar la so giugada
E le fémene anca lore le parlava piu basseto
I tosati e le tosate i risciava un baseto.

Tradução para português

Um momento de um passado sobre o tempo parou
Sinto o coração tremer, lembro do filó
Vejo o vô, vejo a vó, as meninas e meu pai
Os vizinhos, meus irmãos ouço todos, vejo lá.

Ref: Parou o tempo, eu sinto, eu sei
Volta um sentimento, lembro do filó

Chega Toni, chega Bepi as famílias se aproximam
Boa noite, boa noite, passem aqui dentro da cozinha
As batatas bem cozidas, fazem beber um copo de vinho
Comam grostolis e biscoitos, pinhãos e amendoins.

Com seu cigarrinho na boca e com um copo na mão
Era Bisca, era Quatrilho, nunca preocupações pra amanhã
E la fora se ouvia la tana* as crianças
E as mulheres na cozinha faziam tranças para chapéus.

Eles blasfemavam, socos na mesa, uma risada
E falavam todos ao mesmo tempo pra explicar uma jogada
E as mulheres também falavam mais baixinho
Os meninos e meninas arriscavam um beijinho.

Postagem e tradução: Jaciano Eccher


*Ivo Gasperin: Sti ani, i tosatei i giughea LA TANA. La tana lera un giugo de ndar sconderse in trè, quatro, e un el contea fin vinti e dopo ndea in cerca par catar quili che i zera scunti. Ma la tana la se giuhea sol de note, durante il filò. L'é el medésimo giugo che ncora qualche dun fá incoi, el giugo de "esconde-esconde". Me recordo che un de i posti preferidi de sconderse lera ntel paiaro, soto le paie.


Tradução: Antigamente as crianças brincavam de "LA TANA (que significa literalmente a toca). "La Tana" era uma brincadeira de se esconder em três, quatro e alguém contava até 20 e depois saía a procura dos escondidos. Mas essa brincadeira era feita só a noite durante o Filó. Seria a mesmo brincadeira de hoje do "esconde-esconde". Me lembro que um dos lugares preferidos para me esconder era no paiol embaixo das palhas.




Ver toda a postagem/Vedere tutto ››

terça-feira, 6 de dezembro de 2016

I taliani ze bravi soldati - Por Ademar Lizot

Ntei ani quaranta del sécolo passa, la disgràssia dea goera gà ciapà el pòpolo Talian. Un pòpolo de pace e laoro, che nó ghe piase la goera. Tutavia el goerno facista del Duce Benito Mussolini, gávea fato una combinassion, un acordo de ressìproco socorso, co`l goerno dea Germânia, che in quei tempi, l`éra in goera con í Russi e quando í se ga visto mal-ciapadi, dopo dea batàlia de Stalingrado, í gà domanda aiuto al esército Talian. Cossita, el goerno facista, par via de questo acordo, gávea la obrigassion de riméter el esèrsito Talian in aiuto ai tedeschi, alora tanti dea nostra zente gà perso la vita.

El paese dei nostri noni e bisnoni, che l`é anca el paese dea poesia, dea literatura, dea mùsica e soratuto dea cristianità, con un pòpolo de pace e laoro e anca de coraio. Nostra bela Itália, Pàtria de Dante Alighieri, Giuseppe Verdi, Gabriele D`Annunzio e Leonardo da Vinci e anca de Giuseppe Garibaldi el piú bravo de tuti, esémpio de coraio e dignità. Questa bela Itália, la se gà visto in goera, par disgràssia de tuti.
Bruti tempi ze stato quei ani de goera, la nostra faméia Lizot, anca la ga dato el so tributo de sangue e tribulassion ntea goera ntea Rùssia. Nostro cusin Giovanni Lizot. Soldà del esèrsito Talian, divisione Alpina Julia, gà perso so vita in batàlia, in onor a la Pàtria Taliana.

El gà nassesto ntel ano de 1923, ntea cità de Can de Cesiomaggiore Santa-Giustina,província de Belluno e con disdoto ani el gà partiu a far la goera ntea Rùssia, assando in drio so genitori, amici e morosa. Ntel giorno dea partensa, so pupà gà dito:- “Fá la goera con coraio e fede in Dio, el paron del mondo, che noantri pregaremo par te.”
Dopo insieme con í altri Alpini, gà disfilà e imbarca ntel tren, con so capel de stofo con la piuma negra a la sinistra, í marchea e tanti cantea par nó piànzer, in questi momenti l`é mèio cancione ze quele che parla de amore.

“La vèrginela nó posso trovarla” “solo mi basta che la sei bèla” “tchomba la riralela” “e viva `l amoré.”

Ntel mese de agosto de 1942, cento mila soldati Taliani, dele divisione Alpini, “Júlia e Tridentina”, gà imbarca e infrontà so destin al “front” Russo, nte le montagne del Càucaso, davanti el rio Don, darente la cità de Stalingrado. De questi cento mila, manco de sinquèmila gà ritorna casa in Itália ntel mese de março de 1943. Í gà percoresto in retida, depi de quatro sentinaio de km, a pié, soto neve, sensa mantimenti,sensa transporto e scarsi de armamenti, in meso í combatimenti dei Rùssi e soratuto, un fredon de trenta a quaranta gradi soto zero.

Vanti de questa retida, í ga fato la goera con coraio e sensa spaventarse dele canonade rosse. La braùra dei soldati d`Itália, el nome de questi bravi, l`é par sempre ntea stória de onorabilità dea Pátria dei nostri noni e bisnoni.

Pensandoghe sora, vardé che a ghe ga tocada própio bruta a questi bravi, esser cassai pédo che béstie, soto un fredon de crepar. Prima, menai via de la so tera, de la so casa, de lo so fámeia, de la so vita, che mal gali fato par ricever na paga de quele? Pori ànime, el Signor el saverà dargue un bel posto in paradiso, i se lo mèrita.

Quei responsàbile par questa goera, che í gà fato questo bruto laoro e anca quei responsàbile dele altre goere í ghe tocarà passar per el purgatòrio a brustolarse el òrgheno.

Adesso ntea piassa dea cità de Cesiomaggiore, Santa-Giustina Belluno Itália ghené un monumento e in questo l`é eternisa ntel bronze, el nome de nostro cusin Giovanne Lizot, insieme co´l nome dei altri bravi, che í gà combatesto ntea seconda goera mundial.

Ringrassiemo al signor e la Madona, par la pace e fraternità, parche la mèio cosa del mondo l`é volerse ben e vivere in pace.



Ademar Rocco Lizot.
Ver toda a postagem/Vedere tutto ››

domingo, 4 de dezembro de 2016

A Maldição do Padre

Você que é leitor assíduo do blog deve lembrar que outro dia postei sobre um presente que ganhei, na verdade dois, isso mesmo ganhei de presente dois livros de Ivo Gasperin (Se não viu, clique aqui).
Hoje então quero falar um pouco com minhas próprias palavras do livro "A Maldição do Padre". Não estou aqui querendo puxar o saco do autor por ter me presenteado não, mesmo eu tendo gostado muito, mas esse livro me fez chorar, não tenho vergonha em falar. Me identifiquei muito com a história porque eu já vivi um pouco do que o protagonista Fernando vive na história, e mais. Já trabelhei no local onde o livro se passa, então entrei de cabeça na história.

                                                                    A Maldição do Padre
Fernando, um dos protagonistas da história, deixa Esmeralda sua cidade para ir até o "Caravaieto", localidade de Flores da Cunha-RS a trabalho, la se apaixona por Marlene que muda completamente sua vida, mas como disse que vou utilizar minhas palavras, não vou resumir a história porque quero que você leia o livro. Mas quero falar do modo em que ela acontece, isso sim.
Como disse, locais como Otávio Rocha, Mato Perso, Caravaggio, Flores Da Cunha e outros são cenários da história. O livro fala da lida com parreiras, dos trabalhadores que se deslocam de outras cidades para o trabalho temporário da colheita da uva. Relata a vida simples dos imigrantes, o modo como falam, se vestem, cultivam a religião. Por falar em religião aí é que o forte da história acontece. Tudo o que de errado acontece nesse povoado é atribuído a uma antiga "Praga que um padre havia rogado".

Enfim, confusão em família, amores, muuuito amor, filhos, conquistas, e muito mais te esperam nesse livro. Além de acontecimentos históricos como a chegada da energia elétrica, da televisão preto e branco e do telefone residencial. Eu já disse que não quero resumir a história senão acaba a surpresa, mas pode ter toda a certeza, eu adorei o livro e se você ler vai gostar também, então se tiver interesse em adquirir o livro entre em contato com a gente que eu falo com o escritor.

Para finalizar eu diria que uma estória acontece baseada encima de uma história. Porque o cenário é real, muitas pessoas e comércios são reais e muitos personagens românticos entram em cena para mesclando-se com a história real dessas colônias de imigração italiana.

Postagem: Jaciano Eccher
Ver toda a postagem/Vedere tutto ››

Associação Italiani in Brasile de Três Palmeiras - Encerramento das atividades 2016

A Associação Italiani in Brasile de Três Palmeiras-RS fez um jantar de confraternização entre os sócios. O Jantar aconteceu em um lindo quiosque que existe em anexo ao Armazém da Comercial Grando, mesmo local que aconteceu ano passado.
Não é preciso nem comentar onde se encontram vários italianos tudo vira festa, música e comilança, veja um pequeno vídeo do que foi o encontro.



Ver toda a postagem/Vedere tutto ››

sábado, 3 de dezembro de 2016

Programa Sonar e Ciacolar

El nostro progama de ncói ntela Rádio Comunitária Liberdade-FM ze stato belìssimo perché, gavemo ricevesto Melquio Carteri. un gran talian dela nostra cità che fa rider solche de vardar la so fàcia. Se te vol ascoltar nostro programa ze fàcile, qua a la sanca del sito dove ga un ritratin de un radialista, basta spunciar sora lu che te cate la radio che te vol con programa talian, anca la nostra. El programa ze sempre ai sabi a le 10:30





Ver toda a postagem/Vedere tutto ››

Va Pensiero/ Va Pensamento (Música)

Veja mais letra e tradução de música, clicando aqui. 
Baixe essa música, clicando aqui.

 


  Italiano

Va', pensiero, sull'ali dorate.
Va', ti posa sui clivi, sui coll,
Ove olezzano tepide e molli
L'aure dolci del suolo natal!
Del giordano le rive saluta,
Di sionne le torri atterrate.
O mia patria, sì bella e perduta!
O membranza sì cara e fatal!
Arpa d'or dei fatidici vati,
Perché muta dal salice pendi?
Le memorie del petto riaccendi,
Ci favella del tempo che fu!
O simile di solima ai fati,
Traggi un suono di crudo lamento;
O t'ispiri il signore un concento
Che ne infonda al patire virtù
Che ne infonda al patire virtù
Al patire virtù!


Tradução para português

Vá, pensamento, sobre as asas douradas
Vá, e pousa sobre as encostas e as colinas
Onde os ares são tépidos e macios
Com a doce fragrância do solo natal!
Saúda as margens do jordão
E as torres abatidas do sião.
Oh, minha pátria tão bela e perdida!
Oh lembrança tão cara e fatal!
Harpa dourada de desígnios fatídicos,
Porque você chora a ausência da terra querida?
Reacende a memória no nosso peito,
Fale-nos do tempo que passou!
Lembra-nos o destino de jerusalém.
Traga-nos um ar de lamentação triste,
Ou o que o senhor te inspire harmonias
Isso pode dar a virtude de sofrer
Isso pode dar a virtude de sofrer
Para suportar o nosso sofrimento.

Letra: Giuseppe Verdi
Música reproduzida aqui nessa postagem: Família Paganini
Postagem: Jaciano Eccher
Ver toda a postagem/Vedere tutto ››

sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

Preghiera dei imigranti/ Oração do Imigrante (Música)

Para ver letra e tradução de outras músicas, clique aqui.
Para baixar essa múasica, clique aqui.

Ouça clicando abaixo, se não funcionar pode ser no link acima.

 

Talian

Oh mio signore ti ringràssio per la vita
Per la travessata a una tera straniera
Tanti dei nostri non sono arivati
Ma com tua gràssia signore siamo qua.

Rit: Lontani dala nostra pàtria
In cerca de pane e de pace
Mèrica siamo arivati
Gràssie al signore Gesù.

Con tanta fede, speransa e coràio
Hano construto una vita nel rispeto
Con tua mane signore abiam piantato
E i nostri fioi signore abian creato.

Rit: Lontani dala nostra pàtria...

Acòlie signore la nostra preghiera
Perdona signore ei nostri pecati
La tua parola le el nostro caminare
In te signore el nostro desidèrio.

Rit: Lontani dala nostra pàtria...

Tradução para português

Oh meu senhor te agradeço pela vida
Por ter atravessado uma terra estrengeira
Tantos dos nossos não chegaram
Mas com tua graça senhor estamos aqui.

Ref: Distantes da nossa pátria
Em busca de pão e de paz
América nós chegamos
Graças ao nosso senhor Jesus

Com tanta fé, esperança e coragem
Construímos uma vida no respeito
Com tua mão senhor nós plantamos
E nossos filhos senhor nós criamos.

Ref: Distantes da nossa pátria

Acolhe senhor nossa oração
Perdoa senhor os nossos pecados
A tua palavra é o nosso caminhar
Em ti senhor o nosso desejo.

Ref: Distantes da nossa pátria

Compositor: Desconhecido
Voz e postagem: Jaciano Eccher
Ver toda a postagem/Vedere tutto ››

Palavras de uma brasileira que mora a 35 anos na Itália, ela tem um convite pra você

Não deixe de ver o vídeo abaixo

BOM DIA ! Você esta buscando um equilíbrio emocional ?
Com fome  gritei pra todo mundo ouvir, sem medo de incomodar. Minha irmã me disse que eu sempre conseguia ter o que queria , ate´mesmo neste momento, porque assim os vizinhos me ouviam gritando e vinham trazer algo para nos oferecer.
Me cansei das novelas e das ilusões.
Sai do Brasil com vinte anos, achei que não tinha outra escolha .
Queria criar a minha realidade, queria estudar, mas tendo que trabalhar para comprar um sapato a prestação era difícil focar nos estudos .
Naquela época também não tinham muitos concursos públicos no nosso País.
Consegui mudar para Itália, onde moro ainda hoje.
Depois de 35 anos de experiência viajando em vários Países do exterior , tenho                                                                                       muitos segredos para contar pra vocês. 
Descobri que podemos realmente criar a nossa realidade , e muito mais que isso, salvar a nossa dignidade e defender nossos valores.  Comecei buscando mais saúde para meu corpo, para a minha mente . Abrindo a minha consciência com varias
praticas de  meditações , descobri que a cada dia mi sentia mais forte.
Cada vez mais a rapidez da realização dos meus desejos parecia ser mais rápida. 
ornament555
Posso resumir falando pra vocês que posso a este ponto da minha vida ensinar um sistema realmente funcional , fruto de muitos estudos e pesquisas ,experiencias de mais de 25 anos no setor do bem estar e saúde . Introduzi na minha vida cotidiana a  metodologia NIB, o conteúdo é formidável ,  toca todas as partes e exigências. Se acordo com alguma dor no meu corpo sei como resolver o problema , também notei que minhas emoções são cada vez mais equilibradas . A minha gratidão aumenta ,a cada dia me sinto mais feliz. Aprendo a me  amar e encontro amor onde quer que for.

Ver para crer.


Agradeço nosso Brasil com as plantas medicinais que aprendi a conhecer na minha infância , terra maravilhosa que por 18 anos  da minha vida me hospedou,
devo o que hoje sou ao meu berço e a minha amada mãezinha que tantas lágrimas derramou pela minha escolha de morar tão longe , agora idosa a minha amada ,chegando no fim da sua vida , poderia me fazer tanto chorar se eu acreditasse na morte, mas sei que a morte é uma passajem inevitável para todos e o importante é o que fazemos durante o tempo que passamos por aqui . Estes afazeres modificarão o lugar para onde iremos quando partiremos deste plano …

O final será um novo inicio .

ornament-1332804_960_720
Depois de ter passado momentos difíceis de saúde, ter tocado com as minhas mãos o “homem da foice ” pronto para me levar, entendi muitas coisas sobre as causas das doenças, entendi alguns segredos sobre as magias e sobre as viagens astrais que podemos fazer ..
Mas principalmente,entendi que nada disso ha muita importância se a realização do nosso Ser estiver carente, a  nossa alma se adoece e o nosso espirito perece.  Aprendi que somos todos importantes da mesma forma.
Nos vemos na Chapada dos Veadeiros onde passaremos um carnaval saudável.

Estou esperando você e os teus amigos.


Serão cinco dias inesquecíveis, garanto .
VAMOS NOS SURPREENDER ,PODEMOS CONSEGUIR SEM TER QUE ABANDONAR O “NOSSO LAR”!
A família é o núcleo mais precioso para nos ajudar a compreender quem somos, vamos fazer o possível para conservar-la. 
Sem apegos descobriremos como vencer o grande troféu da vida :
 FELICIDADE , HARMONIA, PAZ E
UNIÃO.
Dúvidas fale com Tânia pelo email: info@indacocenter.it
Ver toda a postagem/Vedere tutto ››