Pagine

Clique para entrar

RÁDIO AMICI DEL TALIAN NO AR

sábado, 31 de março de 2018

La Pàscoa de sti ani - Jaciano Eccher

Mi ricordo che la Pàscoa  ntea casa dei miei genitori la zera difarente che la pàscoa che gavemo incoi. Pupà e mama sempre poareti i gavea mia soldi par comprar bei ovi de cicolate. Lera cose sémplice, due o tre stimane prima domandava a la mama che non spachesse e gnanca butasse via le scorse dei ovi parvia de dopo meter rento mandolini intornadi de sucro fato casa con la "cana-de-açucar".
Chi giutea noantri a dipintarli cossì bei l'era la nostra maestra ntela scola. I zera fati nela setimana santa e dopo li portàvino casa par magnar ntela Pàscoa. E che boni che i zera. Se magnea contenti de gaver giutado la maestra farli.

Fin pecà che i fioi de incoi i non conosse questa stòria de felicità e semplicità. I ghe vol i ovi sempre piu costosi e grandi a ogni ano che passa. Pagar 50, 60, o de pi de sento conti par un ovo? Ma dove gavemo rivà? Bisogna che tornemo in drio e insegnemo a nostri fioi che la felicità non si compra, la se conquista con lavoro, onore e dele volte la se trova nele cose piu sémplice che gavemo intorno.
Ver toda a postagem/Vedere tutto ››

terça-feira, 27 de março de 2018

70 anos do filme Riso Amaro (Arroz Amargo) - Resumo e filme completo aqui

O Filme Riso Amaro foi feito em 1948 na Itália ainda arrasada pela Segunda Guerra Mundial (1939-1945), é tido como um dos marcos do neo-realismo, um dos movimentos mais importantes do cinema, que influenciou profundamente diversos outros movimentos cinematográficos no mundo inteiro, da nouvelle vague francesa ao cinema novo brasileiro e ao cinema independente americano, chegando ao iraniano do breve período de alguma liberdade, pós-Khomeini e pré-Ahmadinejadi.

É também o filme que lançou ao mundo uma atriz que viria a ser uma das maiores estrelas do cinema de todos os tempos, Silvana Mangano, uma mulher de magnífica beleza, das mais magníficas que as telas já conheceram, e que teria interpretações admiráveis em filmes importantíssimos de Pasolini e Visconti.

O filme traz a história da dura vida das "Mondine", mulheres que trabalhavam nos arrozais, deixando a família por cerca de 40 dias para trazer como pagamento "un sacco di riso" que literalmente não significa "saco de arroz" e sim "bastante arroz". Mas era só o que recebiam além é claro de dor nas costas e problemas de saúde futuros por ter que trabalhar tanto tempo com água gelada até os joelhos.
É claro que o filme traz romance, ação e muita alegria então vamos assistir? Eu gostaria que você se inscrevesse em meu canal para valorizar meu trabalho, se não achar como é só clicar aqui.
Enfim, eu não vou dar detalhes do filmes, o melhor é você ver, além de ser um filme muito bom você pode praticar seu italiano e aprender um pouco sobre a vida dessas trabalhadoras.

 
Ver toda a postagem/Vedere tutto ››

sexta-feira, 23 de março de 2018

Mix Cha cha cha - Scusi, vuol ballare con me? Letra e tradução!

Para ver letra e tradução de outras músicas, clique aqui
Para baixar essa música, clique aqui

Sugestão de postagem: Ivo Gasperin/Grupo Ricordi

Italiano com espanhol

Hasta la vista señora, hasta la vista señor
La gente ci salutava, na playa nel sol
E quando Pedro cantava hasta la vista señor
Tutta la gente ballava, na playa nel sol

Hehehe bailar, ohoh bailar
Piña colada e tequila hasta la vista segnor

Prendi le mie mani ne portami lontano
i in un mondo nuovo dove c'è sempre sole
Tu per me un angelo nel cuore
Tu per me sei l'amore

Io ti domando. Cosa devo fare?
Io ti domando. Cosa vorrai?
Se tu sei triste quando sono allegro
Voglio provare se a le cose che
ti porterò sorriderai.

E si poi te regalo un fiore
non lo guardi
Se ti regalo un fiore vai via
E se poi ti regalo il sole
Oh oh cara
Se ti regalo il sole vai via

E si poi te regalo un fiore
non lo guardi
Se ti regalo un fiore vai via
E se poi ti regalo il sole
Oh oh cara
Se ti regalo il sole vai via

Tradução

Até mais ver senhora, até mais ver snhor
A gente se cumprimentava na praia, no sol
E quando Pedro cantava até mais ver senhor
Todas as pessoas dançavam na praia, no sol.

Hehehe dançar, ohoh dançar
Pina colada* e tequila, até mais ver senhor

Me pegue pela mão e me leve para longe
Em um mundo nove onde sempre tenha sol
Você para mim és um anjo no coração
Você para mim és o amor

Eu te pergunto. O que devo fazer?
Eu te pergunto. O que queres?
Se você está triste quando estou alegre
Quero te provar se as coisas que
te levarei você sorrirá.

E se depois te dou de presente uma flor
Não olhe
Se eu te der uma flor, vá embora
E se depois te dou de presente o sol
Oh querida
E se depois te dou de presente o sol, vá embora

E se depois te dou de presente uma flor
Não olhe
Se eu te der uma flor, vá embora
E se depois te dou de presente o sol
Oh querida
E se depois te dou de presente o sol, vá embora



Tradução e postagem: Jaciano Eccher
* Tipo de destilado com abacaxi e rum (informações dessa tradução Willie Franceschini)



Ver toda a postagem/Vedere tutto ››

quarta-feira, 21 de março de 2018

Una Bruta stòria par far filò - Jornal faz matéria sobre Site Brasil Talian

Jornal Ilha Grande de Angra dos Reis-RJ publica matéria sobre o SITE BRASIL TALIAN, o jornal traz muitas matérias em TALIAN, caso você queira ver o jornal inteiro (edição 226/fevereiro 2018) é só clicar aqui, a postagem que eu colocarei abaixo está na página 25 e será mais fácil você ler lá na integra, mas caso você não consiga abrir por algum motivo o PDF não se preocupe é só ler na ordem das imagens abaixo que o texto não foi cortado, só fica um pouco chato mas como está em PDF não consigo copiar o texto.
Agradecemos de coração ao jornal por incentivar a cultura italiana e principalmente por mencionar nosso site!














Ver toda a postagem/Vedere tutto ››

segunda-feira, 19 de março de 2018

El Pecà de un Tosatel - Pecado de uma criança - Ademar Lizot

Sti ani, no ricordo pi el mese, gnanca el ano, ricordo che zera un giorno che piovea, magari go la fedùcia de dir che zera ntei ani sessanta del sècolo scorsso, gavea sie par í sete ani de
eta, de braghe curte de tossatel e ànima límpida e pura. Se stea nel interior. In che`l giorno de piova, dopo del meso di, co la me fionda e una scarselada de sassi, par la prima volta go
andato a càcia de osei nel bosco che gavea dadrio del paiol. Bisogna dir che in quei tempi í tosatei ndévino a càcia de osei solche co la fionda e quei che í gavea de pi cognossensa in
questo laoro i menea casa na mùcia par magnar insieme dea polenta e formàio. Magari anca vólio dir che mi fin che`l giorno no gavea mai fato la càcia de osei o qualunche altra
bestioleta e anca no gavea mea la cognossensa de la brutalità che una sassada fea nel osel. E la ntel bosco dopo de tante fiondade e tute sbaliade, me go stufà, cosi me go parecia par ritornar casa. Nte che`l s-ciantin go ciapà el ùltimo sasseto che gavea e go dato na fiondada, desprentesiosa, sensa far la mirà, però giusto nte quela sassada sensa caprìsio, quela
maledeta la ga andato giusta e drita, in diression al peto de un povero osel e lo go butà zo dea
pianta, drito in tera.
 La povera bestioleta zera ancora viva, batea l`é ale, co`l peto pien de sàngue e quando lo go visto così mal ciapà, me ga vignesto nel cuor un sgrisolon de pietà, che me ga squasi fermà el cuor e una tremarola nte l`é gambe. Dopo de un s-ciantin fermo go proa realimàrlo con un pochetin de àqua, magari dopo mesa ora el zera morto. In quel momento, go sentisto un pianto che´l vegneva del fondo dela ànima, un pianto tristo e sincero che solamente un tosatel de ànima límpida e pura pol piander. Co`i òcii pieni de làcrima go fato tre tochi de la fionda e dopo el giuramento de mai più far quele robe de perversità. Nte quela malinconia, go ciapà el povero osel, con suavità, come sel fusse un bambin picinin e lo go menà casa. Vanti rivar go fato un osamento a la nona, go dito:.

- Aiuto nona, varda cosa che go fato a questa povera bestioleta, penso mi che lo go copà.

La nona, ga varda el osel pien de sàngue e anca mia fàcia de spaventà, alora con dolcessa me ga abracià e passà l`é man ntea me testa e così sensa dir gnanca una parola, come se la fusse la própia Madona, la ga calmà me ànima in quel momento de aflission. Dopo co la sapiensa de chi ga un cuor pien de bontà, la me ga dito:
- No sta mea disperà, parchè el Signor con so bontà sensa fin te perdonarà, questo
l`é un sbálio perdonàbile. El Signor ga visto el pendimento de to ànima, magari bisogna che te
indenòcie davanti de so imàgine e dir una preghiera par domandarghe perdon par la ànima de
questa bestioleta benedeta. Dopo bisogna sepolirlo ntel giardin soto i gilii bianchi, che compagno dei fiori che i rinasse ntela primavera, la ànima de questo osel anca ga de rinasser ntel gnaro fato nela pianta più maestosa del bosco.
Nte quela note, in sogno lo go visto nantra volta morir davanti a me, e dopo ntel transcorsso dea me vita, tante volte me go sentisto compagno de che`l osel, con una sassada nel peto e sensa poder far gnente. Questo l`é stato mio pecatin e ntel giorno che lo go comesso, go capi par tuta la vita che bisogna rispeto co la natura e con le bestiolete creature benedete dal Signor, che no fa mal a nissun e go la fedùcia de dir che la so ànima la ze più lìmpida e pura che la ànima dei òmeni, che par desgràssia, penso mi, una mùcia de meschini de cuor, gnanca ànima í ga.

Ademar Lizot.

Tradução para português


Quando eu era ainda criança, usava calça curta, tinha 6 ou 7 anos de idade e alma límpida
e pura, agora não lembro mais o mês nem o ano mas tenho a confiança de dizer que foi nos
anos 60 do século passado e nesta época cometi meu primeiro pecado. Lembro que era um dia
chuvoso e na parte da tarde peguei o bodoque (funda), enchi os bolsos de pedrinhas e fui
tentar caçar passarinhos no bosque atrás do paiol. Naqueles tempos era o divertimento que os
meninos tinham e muitos retornavam com dezenas de pássaros caçados. 
Até aquele dia eu não havia caçado nenhum pássaro e também não tinha ideia da brutalidade que acontecia. E naquela tarde depois de muitas pedradas sem acertar o alvo, cansei e resolvi voltar, porem antes de ir atirei a última pedrada, desta vez despretensiosa, sem fazer mira, mas desta vez o
projetil saiu certeiro em direção ao peito do passarinho, que despencou da arvore em direção
aos meus pés. Vi que ainda estava vivo, batia as assas, com o peito ensanguentado. Quando o
vi assim, tive um aperto no coração, depois tentei reanima-lo dando-lhe água, mas em meia
hora estava morto. Naquele momento chorei e com raiva joguei fora o bodoque e fiz o
juramento de jamais voltar a fazer esta maldade. Depois o peguei e levei para casa. Ao chegar
chamei minha vó e pedi ajuda, disse:
- Veja vó o que fiz com este passarinho, sem querer o matei com uma pedrada. A vó olhou o bichinho ensanguentado e os meus olhos de pavor e depois com carinho me abraçou e afagou meus cabelos e assim sem nenhuma palavra, acalmou minha alma naquele momento de aflição. Com seu coração bondoso disse:
- Não te desespere, pois a Divina providencia te perdoara, pois tiveste o arrependimento de teu ato.
Depois é preciso sepulta-lo no jardim, ao lado dos copos de leite, que ele igual as flores que
renascem na primavera, também renascera no ninho da arvore mais majestosa do bosque.
Naquela noite, em sonho o vi novamente morrer aos meus pés e depois no transcorrer da vida
algumas vezes me senti como ele, com uma pedrada no coração. Este foi meu primeiro
pecado e com ele aprendi, que devemos respeitar a natureza e os animais, que são criaturas
divinas que não fazem mal a ninguém e sua alma é mais límpida e pura que a alma dos
homens, pois alguns nem alma tem.
Ver toda a postagem/Vedere tutto ››

sexta-feira, 16 de março de 2018

Ciao Amici - La Banda della Musica

Para ver letra e tradução de outras músicas, clique aqui.
Para baixar essa música, clique aqui!

Sugestão de postagem: Ivo Gasperin/Grupo Ricordi

Talian

Ciao, siamo pronti a cominciare
Ciao, siamo pronti per entrare
Ciao, i cuori de tutta la gente, di amore ci rende
Ciao, siamo pronti per tornare
Ciao, siamo pronti per cantare
Ciao, le nostre canzone piu belle, perché siamo stelle

Amici, amici, noi siamo felice, comincia la festa mi gira la testa
Amici, amici, chi è oggi qua? La banda che canta per fare sognar.

Tradução

Olá, estamos prontos para começar
Olá, estamos prontos para entrar
Olá, os corações de todas as pessoas de amor se faz
Olá, estamos prontos para voltar
Olá, estamos prontos para cantar
Olá, as nossas canções mais lindas, pois somos estrelas.

Amigos, amigos estamos felizes, começa a festa me gira a cabeça
Amigos, amigos, quem está aqui hoje? A banda que canta para fazer sonhar.



Postagem e Tradução: Jaciano Eccher




Ver toda a postagem/Vedere tutto ››

sexta-feira, 9 de março de 2018

La pura verità - Banda Arco ìris - Música, letra, tradução e áudio para baixar

Para ver letra e tradução de outras músicas, clique aqui.
Para baixar essa música, clique aqui.

Sugestão de postagem: João Paulo




Talian

De nostra gente adesso vao parlar,

De quando ghemo scominsià la vita,
No’l està fàcile sol che ghemo scominsià
Quanto laorar, in quanto e comare se reunia per s-ciacolar
Noantri uòmini se freciea la tera
Per quando piovesse la mandioca piantar
Savendo che doman o dopo vegnea i fioi per sustentar.

Rit:Nantri se pensea che l’era fàcile
Madona! Ntel paion le puldi se fea saltar.
Adesso i fioi ze vignesti cramento!
Quanto non ghemo de tribular.

Sol che la stòria desso scominsia mudar
I fioi belche drio vegner grandi
Ma che fadiga star ensieme per parlar
Sol tribular, parché l’e drio cresser un pochetin de pel
El pupà e la mama no’i vol pi ascoltar
Cada volta pedo sol i me fa bestemar
Boni de dàrghene fora el Prete Simon ga i cimà.

Rit:Nantri se pensea che l’era fàcile
Madona! Ntel paion le puldi se fea saltar.
Adesso i fioi ze vignesti cramento!
Quanto non ghemo de tribular.

I nostri fioi via de casa i ze scampai
Le so idèe gnanca el prete va scambiar
Che brute robe lori in volta ndarà far
Quanto pensar, che ndati via gnanca i savea laorar
Fàrghene che se i ga volesto cossita
Sol core in volta sol pensea de farunfar
Desso i vien casa co’l diploma
E un per de fioi per nantri criar.

Rit:Nantri se pensea che l’era fàcile
Madona! Ntel paion le puldi se fea saltar.
Adesso i fioi ze vignesti cramento!
Quanto non ghemo de tribular.


Tradução para português


Da nossa gente agora quero falar
De quando começamos a vida
Não foi fácil, mas começamos
Quanto trabalhar enquanto as comadres se reuniam para conversar
nós homens abriamos a terra
Para quando chovesse plantar mandeoca
Sabendo que amanhã ou depois os filhos viriam para sustentar

Ref: Nós pensávamos que fosse fácil
Nossa Senhora! No colchão as pulgas faziam a gente pular
Agora os filhos vieram poxa!
Quanto não teremos ainda de sofrer.

Só que agora a história começou a mudar
Os filhos já estão crescendo
Mas que sofrimento estar juntos a falar
Só sofrer, porquê seus pelos estão crescendo um pouco
O pai e a mãe não querem mais ouvir
Cada vez pior, só me fazem blasfemar
Não tendo saida chamaram o Padre Simão.

Ref: Nós pensávamos que fosse fácil
Nossa Senhora! No colchão as pulgas faziam a gente pular
Agora os filhos vieram poxa!
Quanto não teremos ainda de sofrer.

Os nossos filhos sairam de casa
As suas idéias nem o padre conseguiu mudar
Que coisas feias não irão fazer fora
Quanto pensar, porque quando sairam nem sabiam trabalhar
Fazer o que se quiseram assim
Só pra cima e pra baixo festejando
Agora eles chegam com o diploma
E um monte de filhos para a gente criar.

Ref: Nós pensávamos que fosse fácil
Nossa Senhora! No colchão as pulgas faziam a gente pular
Agora os filhos vieram poxa!
Quanto não teremos ainda de sofrer.

Tradução e postagem: Jaciano Eccher
Ver toda a postagem/Vedere tutto ››

domingo, 4 de março de 2018

El naufràgio del Bastimento - Ademar Lizot


Talian

“Oh Sírio, Oh Sírio, pòvera dea mìsera squadra; che ga stato per molta gente Taliana el mìsero fin.”
La stòria che raconto adesso, la nona me contea ancora quando zera picoleto, bisogna dir che la ze na stòria de infortùnio che ga sucesso ai imigranti Italiani in viàio nel mar. Di de ancoi, posso contarla con de pi detàlii, parvia de la risserca dea internet, però sempre ricordando l`é
parole dea mia Santissíma nona.

L`era el giorno due de agosto de 1906 e nel porto de Genova Itàlia, gavea un grando
inmuciamento de passagieri drio pareciarce par imbarcar nel bastimento “il Sírio”. L`era zobia,
una bela giornada se anca el sol el se gavea sconto in meso a le nùvole. Í tossatei í fea festa, í
corea par de qua e par de la, co í òcii pieni de incantamento, par veder par la prima volta el
mar e el bastimento maestoso. So genitori í gavea dentro del cuor el sentimento che in che`l
giorno í ghe cavea del cuor la Pàtria Itàlia.

L`era el giorno del grando viàio dea so vita con destin a l`Mèrica, nel bastimento de nome
il Sírio”, l`era una moderna nave in che`l tempo. Gavea 115 metri de longeva e 22 metri de
larghessa, construto ne la Inglaterra e lansato nel mar ai 26 de marso de 1883, peseva
4.141 tonelade e movesto a 5.323 cavai-vapore, la acomodassion ai passageri zera in tre
categorie: 80 passageri ne la prima classe, 40 ne la seconda e 1.200 ntea classe imigrante.

Ntel momento dea partensa, l`era bel de veder el saludo de le persone co`i fassoleti bianchi che sgorleva al vento. Gavea a bordo 700 imigranti Véneti e Trentini. El comandante zera el capitan Giuseppe Piconne de 68 ani de eta e 46 de de sapiensa co la profission.

Dopo de giorno e meso de viàio, el “Sírio” nel litoral Spagnol ga imbarcá nantri 300 passageri, meio dir clandestini, cosi la imbarcassion transporteva 1.700 passegeri, magari zera
par portare solo 1.300 passageri e 127 tripulanti, dopo se ga savesto che´l comandante del sírio l`era abituà a aumentar so réndita cargando su clandestini nel litoral spagnol. Così el bastimento ga recominsià el viaio con destin a l`Mérica co la capassità de transporto sora del peso total permissìbile e un giorno dopo che`l ga saisto del litoral spagnol, ga ocoresto la
desgràssia. L`era sabo dopo mesdi, el capitan Giuseppe riposava e el bastimento l`era soto el
comando del terso oficial. A le quatro ore, tuti a bordo í ga scoltà e ciapà un bruto s-cioco de
insurdir e anca un colpo che ga sgorlà el bastimento intiero, parvia che`l ga batesto nei sassi
(arrecifes) nel fondo del mar. In que`l momento 300 passageri dea classe imigrante i ga perso
la vita de colpo e sparimento de altri 200. Che`í altri che ze stati boni salvarse, la
imbarcassion spagnola “Jovem Miguel” ga catà su del mar, í zera cerca de 300 nàufraghi. Dopo
quela imbarcassion la e stada obrigà a tirarse via del posto, parvia de la scòpia (splosion) de la caliera e
el presto sfondamento del Sírio, sbandonando così altre centene de persone nel mar. Quei
che ga rivà in tera í ze restai guaridi per la populassion de Cabo Palos de Cartagena e Alicante,
nel litoral Spagnol. Intra í nàufraghi morti, gavea inùmere autorità religiose che`í ritornea di
Roma:..
El véscovo de San Paolo Monsegnor José de Barros, el prior dea òrdine dei Beneditini e
anca oto missionari Italiani che vegneva al Brasile e el consul dela Áustria nel Rio de Janeiro,
Leopoldo Poltzer.
Nel naufràgio del bastimento “il Sírio”, 422 persone ga perso la vita, de questi 300 í zera
Veneti e Trentini. El comandante Guiseppe Piccone, ga sopravivesto al naufràgio, magari nò al
dolore, due mesi dopo del disastro, el ga sofresto un ataco cardíaco e morto. El naufràgio de “il
Sírio”, le stato el più tràgico momento dea epopea de la imigrassion Italiana al Brasile e el ga
marcà profondamente ntea memòria dei Imigranti che sempre í noni disea ai nipotini:..”Chi nò
sa par chi pregar, pregha a cquei che i ze ntel mar.”

Ademar Lizot.

Tradução Para Português

 
A história que conto agora, minha avó contava quando eu era pequeno, é uma história triste
que aconteceu com os imigrantes Italianos em viagem pelo mar. Agora posso escreve-la com
mais detalhes grassas a pesquisa na internet, mas sem esquecer as palavras de minha santa
avó.

Era o dia 2 de agosto de 1906, o porto de Genova na Itália estava repleto de passageiros
aguardando o momento do embarque no transatlântico “il Sírio”. Era uma quinta-feira, bela
embora o sol estivesse atrás das nuvens. As crianças faziam festa, corriam de um lado a outro,
com os olhos cheios de encantamento por verem pela primeira vez o mar e aquele navio. Seus
pais tinha naquele dia o sentimento que a Pátria Italiana lhes era tirada do coração.
No dia da grande viagem, com destino ao Brasil e Argentina, no transatlântico “il Sírio”, que
na época era um navio moderno, tinha 155 metros de comprimento e 22 de largura, de
fabricação inglesa e lançado ao mar em 26/03/1883, pesava 4.141 toneladas e impulsionado
por um motor de 5.323 cavalos-vapor. Acomodava os passageiros em 3 categorias:.. primeira
classe 80 passageiros, segunda 40 e 1.200 passageiros na classe imigrante.

No momento da partida, todos acenaram seus lenços brancos. Havia a bordo 700 imigrantes
Venêtos e Trentinos. O comandante era o capitão Giuseppe Piconne de 68 anos de idade e 46
de experiência na profissão. Após um dia da partida o “il Sírio” embarcou no litoral da Espanha
embarcou mais 300 passageiros, melhor dizer clandestinos, assim agora a embarcação
transportava 1.700 pessoas, quando a recomendação era 1.300 e 127 tripulantes. Depois
descobriu-se que o comandante tinha por abito aumentar sua renda carregando clandestinos
no litoral Espanhol. Assim o navio reiniciou a viagem com a capacidade de transporte acima
do peso permitido. Um dia depois que saiu do litoral espanhol, aconteceu o naufrágio. Era
sábado após o meio dia e o capitão Giuseppe estava dormindo após om almoço e o navio
estava sob o comando do terceiro oficial, então em torno das 4 horas da tarde, todos a bordo,
sentiram um choque e ruído muito grande que estremeceu o navio inteiro quando chocou-se
com as rochas (arrecifes) no fundo do mar. Naquele instante, em torno de 300 pessoas da
classe imigrantes perderam a vida, mais o desaparecimento de uma centena, Depois os que
conseguiram salvar-se, a embarcação espanhola “Jovem Miguel” recolheu no mar. Aquele
navio não conseguiu recolher mais náufragos porque foi obrigada a retirar-se do local devido a
explosão das caldeiras do “il Sírio” e seu rápido afundamento, abandonando assim muitas
pessoas no mar. Os que conseguiram retornar a terra firme, foram acolhidos pela população
de Cabo Palos de Cartagena e Alicante. Entre os náufragos estavam várias autoridades
religiosas que retornavam de Roma, entre elas o bispo de São Paulo, monsenhor João de
Barros e mais 8 missionários Italianos que vinham ao Brasil.

No naufrágio 422 pessoas perderam a vida, entre elas 300 eram imigrantes Venêtos e
Trentinos. O comandante Giuseppe Piconne sobreviveu ao naufrágio, porém não a dor e dois
meses depois morreu de ataque cardíaco. O naufrágio do “il Sírio” foi o mais trágico
acontecimento da epopeia vivida pelos imigrantes e marcou profundamente na memória de
seus descendentes.
Ver toda a postagem/Vedere tutto ››